Estudo comparativo de óleos lubrificantes básicos minerais

  • Juliano Caldeira Julião
Palavras-chave: Rerrefino de óleos lubrificantes, Óleo lubrificante usado e/ou contaminado, Comparativo de óleos lubrificantes.

Resumo

Um dos grandes problemas para o meio ambiente é o descarte indevido do óleo usado e/ou contaminado. Segundo leis ambientais brasileiras, o destino correto para este resíduo é o rerrefino de óleos lubrificantes. Porém, os rerrefinadores se preocupam com o preconceito do mercado de óleos lubrificantes com o produto gerado neste processo, pois existe a idéia de que o óleo rerrefinado é de baixa qualidade quando comparado ao óleo gerado pelo primeiro refino. Na intenção de comparar os dois óleos, foram feitas análises dos parâmetros exigidos pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para estes produtos. O óleo de primeiro refino não atendeu as especificações em dois parâmetros, teor de cinzas e teor de resíduos de carbono, enquanto o óleo rerrefinado atendeu todos os parâmetros. O óleo de primeiro refino apresentou tendência à contaminação com água, pois os resultados indicam 5 ml de emulsão no teste de demulsibilidade, enquanto o óleo rerrefinado ficou isento de umidade. O Teste de oxidação com bomba rotativa (RBOT) indicou que o óleo rerrefinado apresenta melhores resultados, pois operou o dobro do tempo em relação ao de primeiro refino sem oxidar. Com estes resultados, pode-se afirmar que o Rerrefino é o destino ambientalmente correto para o óleo usado e o produto gerado neste processo (óleo rerrefinado), é, no mínimo, de mesma qualidade que o óleo de primeiro refino.

Biografia do Autor

Juliano Caldeira Julião
Gilbertto Keller
Como Citar
Julião, J. C. (2011). Estudo comparativo de óleos lubrificantes básicos minerais. Revista Da Graduação, 4(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/10048
Seção
Faculdade de Engenharia