Experiências sociais: o que é possível ver de onde estamos?

  • Eliana Perez Gonçalves de Moura Feevale
  • Magali Mendes de Menezes Feevale
Palavras-chave: Experiências sociais. Pesquisa qualitativa. Trabalho cooperado.

Resumo

Neste texto, procuramos, a partir de uma pesquisa em uma cooperativa de recicladores da região metropolitana de Porto Alegre, expor nosso tatear, os recuos e avanços que fazemos, na tentativa de reencontrarmos constantemente nossos desejos investigativos, que se transformam ao misturarem-se com outros desejos. Este artigo, portanto, procura explicitar os caminhos investigativos e as reflexões que deles advêm. As análises desenvolvidas sobre pesquisa-formação mostram a possibilidade de construção de um espaço que pode dar visibilidade e refletir sobre as vivências de homens e mulheres que trabalham com o destino de resíduos sólidos urbanos, a partir de experiências de trabalho coletivo, numa ação cotidiana de geração de renda, trabalho e educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-07-26
Como Citar
de Moura, E. P. G., & de Menezes, M. M. (2010). Experiências sociais: o que é possível ver de onde estamos?. Textos & Contextos (Porto Alegre), 9(1), 37 - 46. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/7278
Seção
Transformações societárias, trabalho e gestão participativa