Qualidade de vida, estresse e repercussões na assistência: equipe de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva

  • Eniva Miladi Fernandes Stumm Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Daiani Scapin Hospital São Vicente de Paulo
  • Larissa Fogliatto Hospital São Vicente de Paulo
  • Rosane Maria Kirchner Universidade Federal do Pampa
  • Leila Mariza Hildebrandt Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Resumo

A pesquisa avalia a qualidade de vida no trabalho da enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva. É analítica, descritiva, transversal, desenvolvida na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital geral, com 15 profissionais. Os instrumentos de coleta de dados são constituídos de um questionário baseado em Walton (1973), de dados sociodemográficos e de duas questões abertas. Para análise dos dados utiliza-se SPSS e estatística descritiva. A maioria é mulher, casada, 64,3% com 30 a 50 anos de idade; demonstra insatisfação com o salário e avalia a assistência ao paciente satisfatoriamente. Mais da metade declara que o hospital não proporciona condições de crescimento e se manteve neutra quanto ao diálogo e posicionamento; 60% mantêm bom relacionamento com gerências, a maioria (80%) com colegas; para 66,7% o horário de trabalho não prejudica o relacionamento familiar. Para a maioria, as funções não afetam o equilíbrio emocional fora do trabalho e se sentem realizados. Os profissionais convivem com estressores e admitem a interferência na assistência.

Palavras-chave – Unidade de terapia intensiva. Equipe de enfermagem. Qualidade de vida. Estresse ocupacional. Assistência de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-08-13
Como Citar
Stumm, E. M. F., Scapin, D., Fogliatto, L., Kirchner, R. M., & Hildebrandt, L. M. (2009). Qualidade de vida, estresse e repercussões na assistência: equipe de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva. Textos & Contextos (Porto Alegre), 8(1), 140-155. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/5679
Seção
Atenção em saúde: repercussões na qualidade de vida no trabalho e formação profissional