Estágio em Serviço Social: reflexões a partir da realidade da supervisão de campo / Training in Social Work: reflections from the reality of stage supervision

  • Emanuel Jones Xavier Freitas Universidade Santo Amaro
  • Luciane Cássia Faria Universidade Santo Amaro
Palavras-chave: Assistente social. Serviço social. Supervisão de estágio.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo problematizar as características do estágio supervisionado em Serviço Social, especialmente sob o prisma da supervisão direta de estágio em campo, abordagem ainda incipiente sob o ponto de vista de referências literárias, embora se constitua como dimensão formativa relevante e que demanda intensa e profunda reflexão. Desenvolveu-se estudo de nível descritivo (HERNANDEZ et al., 2013) e de natureza qualitativa (GOGOY, 1995), instrumentalizado por formulário survey (PINSONNEAULT; KRAEMER, 1993), por meio do qual buscou-se observar características dos assistentes sociais no processo de supervisão direta de estágio em campo. Conclui-se, pelo presente estudo, que qualificar o processo de supervisão de campo de estágio segue como relevante desafio a ser superado pela categoria profissional, dadas as condições por meio das quais o processo tem sido conduzido no cenário contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emanuel Jones Xavier Freitas, Universidade Santo Amaro
Assistente Social (CRESS/SP 39524/9) pelo Centro Universitário Assunção (UNIFAI, 2008), especialista em Gestão de Projetos Sociais em Organizações do Terceiro Setor (PUC/SP, 2012), mestre em Administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, (UPM, 2015), linha de pesquisa Gestão Humana e Social nas Organizações. Atualmente desenvolve atividades de Coordenação do Curso de graduação e de Estágios em Serviço Social na Universidade de Santo Amaro - UNISA, atuando ainda como docente no Centro Universitário Ítalo Brasileiro e como Assistente Social Organizacional na Petrobras Transportes - TRANSPETRO S.A. Possui ampla experiência em Serviço Social Organizacional com foco em Gestão de Saúde Corporativa e Qualidade de Vida no Trabalho e também em Assistência Médica Domiciliária, prestando serviços eventuais de elaboração de material didático instrucional em diversas instituições de ensino superior.
Luciane Cássia Faria, Universidade Santo Amaro
Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Santo Amaro (UNISA, 2015). Especialista em Psicopedagogia Institucional pela Universidade Santo Amaro (UNISA, 2004). Especialista em Administração e Planejamento de Programas Sociais pela Universidade Veiga de Almeida (UVA, 2008). Graduada em Serviço Social pela Universidade Santo Amaro (UNISA, 2001). Docente do Curso de Serviço Social da Universidade Santo Amaro (UNISA) e União das Instituições Educacionais de São Paulo (UNIESP). Coordenadora Adjunta do Curso de Serviço Social da Universidade Santo Amaro (UNISA). Experiência na Política de Assistência Social, com ênfase em Trabalho Social com Famílias e Gestão de equipe multidisciplinar.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL. Política Nacional de Estágio. Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social - ABEPSS, maio de 2010. Disponível em: www.abepss.org.br Acesso em: 11 nov. 2016.

AMICUCCI, E. M. M. Estágio supervisionado em serviço social: tempos atuais e velhos desafios. 2011, 210 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Franca, 2011.

BRASIL. Lei nº 8.662, de 7 de junho de 1993. Dispõe sobre a profissão de Assistente Social e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8662.htm. Acesso em: 11 nov. 2016.

BRASIL. Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11788.htm. Acesso em: 11 nov. 2016.

BURIOLLA. M. A. F. O estágio supervisionado. São Paulo: Cortez, 2006.

CAPUTI, L. Supervisão de estágio em serviço social: significâncias e significados. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 19, n. 3, p. 389-394, out./ dez. 2016.

CEOLIN, G. F. Crise do capital, precarização do trabalho e impactos no serviço social. Revista Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 118, p. 239-264, abr./jun. 2014.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Resolução CFESS nº 4.933/2006. Dispõe sobre as condições éticas e técnicas do exercício profissional do assistente social. Legislação e Resoluções sobre o trabalho do/a assistente social. Brasília: CFESS, 2011. Disponível em: www.cfess.org.br Acesso em: 11 nov. 2016.

______. Resolução CFESS nº 533/2008. Regulamenta a Supervisão Direta de Estágio no Serviço Social. Legislação e Resoluções sobre o trabalho do/a assistente social. Brasília: CFESS, 2011. Disponível em: www.cfess.org.br Acesso em: 11/nov. 2016.

FLORES, J. G. Análisis de datos cualitativos: aplicaciones a la investigación educativa. Barcelona: PPU, 1994.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades: uma revisão histórica dos principais autores e obras que refletem esta metodologia de pesquisa em ciências sociais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, mar./abr. 1995. https://doi.org/10.1590/S0034-75901995000200008.

HERNANDEZ, S. R.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Metodologia de pesquisa. Tradução Daisy Vaz de Moraes. Revisão Técnica Ana Queluz Garcia, Dirceu da Silva, Marcos Julio. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

LEWGOY, A. M. B. Supervisão de estágio em serviço social: desafios para a formação e exercício profissional. São Paulo: Cortez, 2009.

PINSONNEAULT, A.; KRAEMER, K. L. Survey research in management information systems: an assassement. Journal of Management Information System, 1993. https://doi.org/10.1080/07421222.1993.11518001.

SANTOS, M. T.; MANFROI, V. M. Condições de trabalho das/os assistentes sociais: precarização ética e técnica do exercício profissional. EM PAUTA, Rio de Janeiro, n. 36, v. 13, p. 178-196, jul./dez. 2015.

Publicado
2017-12-29
Como Citar
Xavier Freitas, E. J., & Faria, L. C. (2017). Estágio em Serviço Social: reflexões a partir da realidade da supervisão de campo / Training in Social Work: reflections from the reality of stage supervision. Textos & Contextos (Porto Alegre), 16(2), 427-439. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2017.2.26896
Seção
Serviço Social, Trabalho e Formação