A organização dos trabalhadores na resistência às práticas discriminatórias: um olhar acerca da subjetividade, saúde e trabalho

  • Jaceia Aguilar Netz
  • Mayte Raya Amazarray

Resumo

O presente artigo versa sobre a importância do coletivo na resistência dos trabalhadores à realidade do cotidiano de trabalho, a partir da análise de uma experiência de um grupo de bancários portadores de LER/DORT, que vivenciaram a privatização do banco em que trabalhavam. Descreve-se o processo de exclusão a que estes trabalhadores foram submetidos dentro da empresa e discutem-se as formas de enfrentamento utilizadas pelos mesmos enquanto processo de resistência e estratégia de saúde. Analisa-se, ainda, a trajetória destes trabalhadores em direção ao resgate da cidadania e à inclusão social, através do seu engajamento na constituição do Grupo de Ação Solidária dos portadores de LER/DORT em sua entidade sindical.
Palavras-chave – Grupos. Saúde e trabalho. LER/DORT. Discriminação. Contrapoderes.
Resumen
El presente artículo trata sobre la importancia del colectivo en la resistencia de los trabajadores frente al cotidiano de trabajo, a partir del análisis de una experiencia de un grupo de empleados de la banca portadores de LER (lesiones por esfuerzos repetitivos / transtornos osteomuculares relacionados al trabajo) que han vivido la privatización del banco en el que trabajaban. Se describe el proceso de exclusión a que estos trabajadores fueron sometidos en la empresa y se analisan las formas de enfrentamiento utilizadas por los mismos en cuanto proceso de resistencia y estrategia de salud. Se describe la trayectoria de estos trabajadores en dirección al rescate de la ciudadania y a la inclusión social, a traves de su participación en la constitución del Grupo de Acción Solidaria de los portadores de LER en su entidad sindical.
Palabras clave – Grupos. Salud y trabajo. LER. Discriminación. contrapoderes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-10-26
Como Citar
Netz, J. A., & Amazarray, M. R. (2006). A organização dos trabalhadores na resistência às práticas discriminatórias: um olhar acerca da subjetividade, saúde e trabalho. Textos & Contextos (Porto Alegre), 4(1), 1-16. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/1003
Seção
Reestruturação Produtiva e Estratégias de Resistência