Meu Pedacinho de Chão: Considerações sobre imaginário social na chamada de abertura da novela da Rede Globo

  • Heloisa Juncklaus Preis Moraes UNISUL
  • Marilia Koenig UNISUL
  • Daniela Bittencourt UNISUL
  • Graziela Kauling UNISUL
  • Fábio Cadorin UNISUL
Palavras-chave: Telenovela, Imaginário, Tecnologia

Resumo

Casas de lata, flores de plástico, cascas de árvore feitas de crochê, animais mecanicamente animados... O cenário colorido e repleto de fantasia da segunda versão da novela “Meu Pedacinho de Chão” (Rede Globo, 2014) é um convite à reflexão sobre o imaginário. Trata-se de uma produção da teledramaturgia brasileira que aposta em uma linguagem diferente, sobretudo no aspecto visual. Ao privilegiar um cenário que se identifica com o universo da imaginação infantil, oferece margem para se pensar numa representação que não encontra correspondência direta com o suposto mundo real. Neste trabalho, apresenta-se a análise da chamada da novela e os aspectos da narrativa que seduzem o telespectador. A tecnologia apresenta-se como ferramenta de atualização da narrativa, criando um cenário atemporal, fantasioso e sedutor, já presente no imaginário.

Biografia do Autor

Heloisa Juncklaus Preis Moraes, UNISUL
Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem. Dpoutora em Comunicação Social.
Marilia Koenig, UNISUL
Mestre e doutoranda em Ciências da Linguagem
Daniela Bittencourt, UNISUL
Mestranda em Ciências da Linguagem
Graziela Kauling, UNISUL
Mestre em Design e doutoranda em Ciências da Linguagem
Fábio Cadorin, UNISUL
Mestre e Doutorando em Ciências da Linguagem
Publicado
2016-09-21
Seção
Artigos