1.
Staub A, Regueira PB. A estrutura do superlativo absoluto sintético português. Let. Hoje (Online) [Internet]. 14º de maio de 2015 [citado 31º de janeiro de 2023];8(3). Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/20622