[1]
A. M. T. Ibaños, “Aquisição da linguagem e UG: um recorte histórico”, Let. Hoje (Online), vol. 46, nº 3, p. 7-11, set. 2011.