[1]
L. Ferreira, “Ditongos crescentes: um conceito fonológico ou fonético?”, Let. Hoje (Online), vol. 49, nº 1, p. 28-35, maio 2014.