Qual é seu <i>corvo</i> predileto?

  • Erica Foerthmann Schultz
Palavras-chave: Tradução, Poesia, Análise crítica

Resumo

A crítica especializada, principalmente a americana, nem sempre foi simpática à obra de Edgar Allan Poe, embora esse desprezo não pareça ter afetado a popularidade do contista e poeta. Em Portugal e no Brasil, o poema O corvo foi traduzido inúmeras vezes por tradutores do calibre de Fernando Pessoa, Haroldo de Campos e Machado de Assis, entre outros. Este artigo mostra que a tradução de poesia é uma tarefa especializada que exige do tradutor não apenas o domínio do fazer poético, mas o conhecimento dos princípios estéticos que regem a obra. No caso de Poe, os princípios estéticos foram apresentados principalmente nos ensaios A filosofia da composição e O princípio poético, que fornecem subsídios tanto para a realização da tradução de poemas de Poe quanto para a análise crítica da qualidade das traduções realizadas. Embora não seja possível discutir preferências pessoais, os ensaios críticos de Poe representam um parâmetro seguro para uma análise adequada da qualidade das traduções de O corvo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-10-21
Como Citar
Schultz, E. F. (2009). Qual é seu <i>corvo</i> predileto?. Letras De Hoje, 44(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/6026
Seção
Poe & Os Outros – A obra de Edgar Allan Poe na literatura e no cinema