Narrativas autobiográficas e escrita acadêmica

Um olhar para o autorrevelar-se em textos monográficos do curso de Pedagogia/Educação

Palavras-chave: Escrita Acadêmica, Narrativas Autobiográficas, Auto-Objetificação, Excedente de Visão, Autoria

Resumo

O presente artigo teve por objetivo compreender, através da análise da seleção de experiências e das escolhas quanto aos modos de narrar, como estudantes e educadoras graduadas no curso de Pedagogia/Educação se inscrevem enquanto autoras de seus textos autobiográficos e mobilizam estratégias de distanciamento e auto-objetificação. Para tanto, após abordagem teórica acerca de temas como autoria, consciência individual, excedente de visão e auto objetivificação, na análise, foram discutidos enunciados de três trabalhos acadêmicos de universidades de Porto Alegre/RS e Região Metropolitana publicados no segundo semestre de 2020. Nossa proposta buscou dialogar, principalmente, com os textos Por uma metodologia das Ciências Humanas (BAKHTIN, 2017) e Para uma filosofia do ato responsável (BAKHTIN, 2010). Como resultado de nossa investigação, destacam-se estratégias como a escolha lexical (metaforização, emprego de adjetivos) para semiotização e valoração dos eventos narrados; o emprego de primeira pessoa e o diálogo aberto como formas de instanciar a ética e a responsabilidade pelos posicionamentos assumidos, bem como materializar previsões quanto ao auditório social dos textos produzidos; e a construção de um projeto de texto no qual os agentes partícipes dos atos recuperados são categorizados e suas ações são reacentuadas em diálogo com outras narrativas. A reflexão aqui proposta justifica-se pela importância de se dar visibilidade aos discursos contemporâneos enunciados pelos sujeitos que constituem a Educação Básica e às valorações produzidas quanto à sua identidade e ao escopo de sua atuação profissional, buscando, em um compromisso ativo e ético, lançar um olhar atento, exotópico e empático aos educadores, principalmente aqueles que se encontram em uma etapa inicial de sua formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Azevedo Gonçalves, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Mestra em Gramática e Significação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS/CNPq), em Porto Alegre, RS, Brasil; especialista em Ensino de Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; graduada em Letras Português pela UFRGS; doutoranda em Linguística no Programa de Pós-Graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS/CNPq).

Referências

AMORIM, Marília. Cronotopo e exotopia. In: BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 95-114.

BAKHTIN, Mikhail. Por uma metodologia das Ciências Humanas. In: BAKHTIN, Mikhail. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2017. p. 57-80.

BAKHTIN, Mikhail. O problema do texto na Linguística, na Filologia e em outras Ciências Humanas. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. p. 307-335.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2016.

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato responsável. São Paulo: Pedro & João Editores, 2010.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da Poética de Dostoiévski. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1977.

BRAIT, Beth; NUNES, Jozanes Assunção. Cenários educacionais contemporâneos em perspectiva dialógica. Letra Magna, [S. l.], ano 14, n. 23, p. 1-23, 2018.

CERUTTI-RIZZATTI, Mary Elizabeth; DELLAGNELO, Adriana de Carvalho Kuerten. Desafios à educação para a autoria na esfera acadêmica. Ilha do Desterro, Florianópolis, v. 69, n. 3, p. 63-76, set./dez. 2016.

DELANOY, Cláudio Primo; GONÇALVES, Tamiris Machado; BARBOSA, Vanessa Fonseca. Construção valorativa de fatos sociais: a multiplicidade de discursos. Letras Hoje, Porto Alegre, v. 51, n. 1, p. 127-135, jan./mar. 2016.

DE PAULA, Luciane. Círculo de Bakhtin: uma Análise Dialógica de Discurso. Revista de Estudos da Linguagem, Belo Horizonte, v. 21, n. 1, p. 239-258, jan./jun. 2013.

DI FANTI, Maria da Glória Correia. Questões de (in)visibilidade: linguagem e trabalho. Desenredo, Passo Fundo, v. 15, n. 3, p. 350-369, set./dez. 2019.

FARACO, Carlos Alberto. Autoria. In: BRAIT, Beth. Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2012. p. 37-60.

FARACO, Carlos Alberto. Linguagem e Diálogo: as ideias linguísticas do Círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola, 2009.

FONSECA, Nicole. A importância do brincar no desenvolvimento do pertencimento em crianças com deficiência na Educação Infantil. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) – Escola de Humanidades, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2020.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 20. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

GRILLO, Sheila. Vieira de Camargo. Esfera e campo. In: BRAIT, Beth. Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2012. p. 133-160.

LILLIS, Theresa M. Whose… common Sense? Essayist literacy and the institutional practice of mystery. In: JONES, Carys; TURNER, Joan; STREET, Brian (org.). Students writing in the university: cultural and epistemological issues. Amsterdam: John Benjamins, 1999. p. 127-140.

SARAIVA, Vanessa. Estágio Curricular em Pedagogia: “Navegar é preciso!”. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2020.

SILVA, Thamyres Pacheco. Planejamento pedagógico na educação infantil: trajetórias docentes e reflexões no contexto municipal porto-alegrense. 2020.Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2020.

VOLÓCHINOV, Valentin. Marxismo e Filosofia da Linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Ed. 34, 2018.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Gonçalves, P. A. (2021). Narrativas autobiográficas e escrita acadêmica: Um olhar para o autorrevelar-se em textos monográficos do curso de Pedagogia/Educação. Letras De Hoje, 56(3), 738-750. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.3.40610
Seção
Dossiê: Estudos Bakhtinianos Contemporâneos