Josefina Plá e a conformação do conto paraguaio: a desolação de pertencer a dois mundos

Palavras-chave: Literatura paraguaia, Conto contemporâneo, Mmobilidade transcultural, Fagocitação, Josefina Plá

Resumo

Partindo da percepção defendida por Bernd (2012) de que as mobilidades migratórias transculturais exercem uma influência significativa nas práticas literárias, este trabalho busca evidenciar o papel desempenhado pela escritora Josefina Plá (1903-1999) no sistema literário paraguaio, tracejando a importância por ela assumida na conformação da narrativa contemporânea dessa comunidade literária. Por meio da análise do conto Sesenta listas (1981), busca-se esquadrinhar a potência transculturadora/fagocitadora das narrativas de Josefina Plá, ao mesmo tempo em que se faz aflorar a violência engendrada pela colonialidade na comunidadecultural do Atlântico Sul. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSMANN, Aleida. Espaços da recordação. Trad. Paulo Soethe. Campinas: Editora da Unicamp, 2011.

BERND, Zilá. Mobilidades teóricas interamericanas. In: Revista Abecan [on line], v. 8, n. 2, p. 13-26, 2008.

BERND, Zilá. Por uma estética dos vestígios memoriais; releitura da literatura das Américas a partir dos rastros. Belo horizonte: Fino Traço, 2013.

BERND, Zilá. Vestígios memoriais: fecundando as literaturas das Américas. In: Revista Conexões, Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 6, n. 6, p. 09-16, 2011.

BORDOLI DOLCI, Ramón Atílio. La problemática del tiempo y la soledad en la obra de Josefina Plá. 1984. 588 f. Tese (Doutorado en Literatura Hispanoamericana) – Faculdad de Filología, Universidad de Santiago de Compostela.

CLIFFORD, James. Las culturas del viaje. Revista de Occidente, Madrid: Arce, n. 170-171, p. 45-74, 1997.

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. Trad. Sandra Castello Branco. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

FERNÁNDEZ, Miguel Ángel. Interculturalidade e transculturalidade na literatura e na arte de Josefina Plá. Revista Raído. Dourados: UFGD, v. 6, n. 12, p. 33-42, jul./dez. 2012.

FERNÁNDEZ, Miguel Ángel. Introducción. In: Cuentos Completos. PLÁ, Josefina. Assunção: El lector, 2000.

FINNEGAN, Ruth. O significado da literatura em culturas orais. Disponível em: <http://www.letras.ufmg.br/vivavoz/data1/arquivos/tradicaooral-site.pdf>. Acesso em: 17 de jul.2013.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

HAVELOCK, Eric. A equação oralidade-escritura: uma fórmula para a mente moderna. In: OLSON, David; TORRANCE, Nancy. Cultura e oralidade. Trad. Valter Lellis Siqueira. São Paulo: Ática, 1995,. p. 17-34.

KUSCH, Rodolfo. América profunda. In: Obras completas. Córdoba: Editorial Fundación Ross, 2000. t. II.

MATEO DEL PINO, Ángeles. El componente mítico y su función simbólica en la poesía erótica de Josefina Plá. 1994. Tese (Doutorado em Filología Hispânica) – Universidad de Las Palmas: Gran Canaria, 1994. Disponível em: <http://bibmdc.ulpgc.es/cdm/ref/collection/POSTULPGC/id/682>. Acesso em: 04 fev. 2014.

MENÉNDEZ PELAYO, Marcelino. Historias de la literatura hispanoamericana. Obras completas. Santander: Aldus, 1948. 2 v. p. 27-28.

PEIRÓ BARCO, José Vicente. Literatu.ra y sociedad: la narrativa paraguaya atual (1980-1995). Tese (Doutorado em Filologia Espanhola) – Faculdade de Filologia, Universidade de Educação à Distância. Madri, 2001. Disponível em: <http://www.cervantesvirtual.com/autor/peiro-barco-jose-vicente--0/>. Acesso em: 10 abr. 2014.

PÉREZ, Alberto Julián. Rodolfo Kusch y su crítica a la razón occidental. Revista Mitologicas, Argentina: Centro Argentino de Etnología Americana, v. 25, p. 27-38, 2010.

PÉREZ-MARICEVICH, Francisco. Diccionario de la literatura paraguaya. Assunção: Biblioteca Colorados Contemporáneos, 1983.

PIGLIA, Ricardo. Formas breves. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

PLÁ, Josefina. Acotaciones temporales. In: La pierna de Severina. Asunción: Ed. El Lector, 1984.

PLÁ, Josefina. Aborto. In: La muralla robada. Asunción: Universidad Católica – Biblioteca de Estudios Paraguayos, 1989. v. 28.

PLÁ, Josefina. Si puede llamarse prólogo. In: DEL PINO, Ángeles Mateo. Latido y tortura. Selección poética. Puerto del Rosario: Servicio de Publicaciones del Excmo. Cabildo Insular de Fuerteventura, 1995. p. 25-27.

PLÁ, Josefina. Cuentos completos. 2. ed. Asunción: El Lector, 2000.

QUIJANO, Alonso. Don Quijote y los molinos de viento en América Latina. In: Revista Estudos Avançados, São Paulo: USP, v. 19, n. 55, p. 09-31, 2005.

ROA BASTOS, Augusto. Cultura oral. Lectura crítica de la literatura americana. Caracas: Biblioteca Ayacucho, 1997.

ROA BASTOS, Augusto. Las culturas condenadas. Assunção: Fundación Roa Bastos, 2011.

RODRÍGUEZ ALCALÁ, Hugo. Historia de la literatura paraguaya. Assunção: El Lector, 1999.

SAGUIER, Rubens Bareiro. Encontro de culturas. In: MORENO, César Fernández (Org.). América latina em sua literatura. São Paulo: Perspectiva, 1979. p. 03-24.

SHOHAT, Ella; STAM, Robert. Crítica da imagem eurocêntrica. Trad. Mário Soares. São Paulo: Cosac Naif, 2006.

WALTER, Roland. Mobilidade cultural: o (não-)lugar na encruzilhada transnacional e transcultural. Revista Interfaces Brasil Canadá, Rio Grande: Abecan, n. 8, p. 37-56, 2008.

Publicado
2018-02-16
Como Citar
Coelho, M. J. B. (2018). Josefina Plá e a conformação do conto paraguaio: a desolação de pertencer a dois mundos. Letras De Hoje, 52(4), 483-493. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2017.4.29887
Seção
Literaturas em língua espanhola: romance e conto