Crise da tradição e precariedade contemporânea: inadequação predatória de modelos em A paixão de Amâncio Amaro, de André Laurentino

  • Valdemar Valente Junior Universidade Castelo Branco
Palavras-chave: Literatura contemporânea, Nordeste brasileiro, Sociedade de consumo

Resumo

Este artigo tem por objetivo detectar elementos da crise contemporânea no âmbito da cultura brasileira, tendo em vista a possibilidade de uma leitura crítica acerca do Nordeste brasileiro a partir de uma análise do romance  paixão de Amâncio Amaro, de André Laurentino. Desse modo, a região mais pobre do Brasil insere-se no âmbito de uma prática consumista que se confirma nas formas do capitalismo predatório sem que a isso correspondam possibilidades concretas de ascensão social de sua população. Na obra, inserem-se ainda questionamentos acerca dos conflitos de suas personagens em um cenário de ação marcado por forte atraso. Nesse contexto, vários símbolos da cultura são esvaziados de significado em favor de posturas que os relegam a um plano de inferioridade, no que diz respeito apenas à afirmação de símbolos do consumo alienado.

********************************************************************

Crisis of the tradition and contemporary precariousness:
predatory inadequacy of models in A paixão de Amâncio Amaro, by André Laurentino

Abstract: This article aims to detect elements of the contemporary social crisis within the Brazilian culture, in view of the possibility of a critical reading about the Brazilian Northeast, from an analysis of the novel A paíxão de Amâncio Amaro, by André Laurentino. Thus, the poorest region of Brazil is part of a consumerist practice confirmed in the forms of the predatory capitalism without corresponding concrete possibilities for social advancement of its population. This work also addresses questions about the inner conflicts of their characters in an action scenario marked by strong backwardness. In that context, several symbols of culture lose their meaning in favor of postures that relegate them to an inferior plan, with regard only to the claim symbols of the alienated consumption.

Keywords: Contemporary literature; Brazilian Northeast; Consumer society

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdemar Valente Junior, Universidade Castelo Branco
Doutor em Ciência da Literatura pela UFRJ. Pós-Doutorado em Literatura Brasileira pela UERJ. Professor Assistente da Universidade Castelo Branco e da Faculdade Paraíso nas áreas de Literatura e Cultura Brasileira.

Referências

APPADURAI, Arjun. La modernidad desbordada: dimensiones culturales de la globalización. Montevideo, Buenos Aires: Ediciones Trilce, Fondo de Cultura Económica da Argentina, 2001.

APPADURAI, Arjun O medo ao pequeno número: ensaio sobre a geografia da raiva. São Paulo: Iluminuras, Itaú Cultural, 2009.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BHABHA, Homi. O bazar global e o clube dos cavalheiros ingleses. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005.

BOSI, Alfredo. Cultura como tradição. In: BORNHEIN, Gerd et alii. Cultura brasileira: tradição/contradição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar/Funarte, 1987.

BOURDIER, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1998.

CANCLINI, Néstor García. As culturas populares no capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1983.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 2000.

CUNHA, Euclides da. Obra completa. Vol. 2. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1995.

DIAS, Ângela Maria. Representações contemporâneas da crueldade: para pensar a cultura brasileira recente. In: DIAS, Ângela Maria; GLENADEL, Paula (Org.). Estéticas da crueldade. Rio de Janeiro: Atlântica Editora, 2004.

FERRARA, Lucrécia D’Alessio. O mapa da mina. Informação: espaço e lugar. In: SANTOS, Milton et al. (Org.). O novo mapa do mundo: fim de século e globalização. São Paulo: Hucitec, Ampur, 1994.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2004.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte, Brasília: Editora UFMG, Representação da UNESCO no Brasil, 2003.

IANNI, Octavio. A era da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

LAURENTINO, André. A paixão de Amâncio Amaro. Rio de Janeiro: Agir, 2005.

LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. Lisboa: Gradiva, 1989.

MARTIN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001.

MIGNOLO, Walter D. Historias locales/diseños globales: colonialidad, conocimientos subalternos y pensamiento fronterizo. Madrid: Ediciones Akal, 2003.

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 1998.

SEMPRINI, Andrea. Multiculturalismo. Bauru: EDUSC, 1999. SUBIRATS, Eduardo. Da vanguarda ao pós-moderno. São

Paulo: Nobel, 1991.

Publicado
2016-12-31
Como Citar
Valente Junior, V. (2016). Crise da tradição e precariedade contemporânea: inadequação predatória de modelos em A paixão de Amâncio Amaro, de André Laurentino. Letras De Hoje, 51(4), 482-490. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2016.4.23495