Cecília Meireles por ela mesma e sobre outras mulheres: sua autobiografia e a representação do feminino no Brasil do início do século XX

  • Gisele Pereira de Oliveira UNESP/Assis
Palavras-chave: Cecília Meireles, Philippe Lejeune, Autobiografia, Infância, Mulheres

Resumo

Cecília Meireles escreveu suas memórias em artigos publicados em Portugal com o título de Olhinhos de gato, entre 1938 e 1940. Disponível no formato de livro, esta obra é analisada neste artigo, primeiramente, pelo viés da teoria da autobiografia de Philippe Lejeune. Em um segundo momento, observa-se a representação do feminino no contexto sócio-histórico da infância da poetisa e, ademais, a gênese da autora. Dessa forma, considera-se, por um lado, o concreto, o tangível na obra, pelo social, e, por outro lado, o íntimo, o subjetivo, apreendendo o momento iniciático em que a Cecília se descobre como escritora. ********************************************************** Cecília Meireles on herself and about other women: her autobiography and women representation in Brazil in the 1900s Cecília Meireles wrote her memories in a series of essays published in Portugal entitled Olhinhos de gato, between 1938 and 1940. Available as a book nowadays, this work is analyzed here, first, in terms of Philippe Lejeune’s theory on autobiography. Secondly, not only is the representation of the feminine in the socio-historical context of the poet’s childhood observed, but, moreover, we analyze the genesis of the author. This way, we take into consideration, on one hand, the concrete, the tangible aspect of the book, as its the social realm, and, on the other hand, the intimate, the subjective aspect as we look at the initiating moment in which Cecília recognizes herself as a writer. Keywords: Cecília Meireles; Philippe Lejeune; Autobiography; Childhood; Women

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Pereira de Oliveira, UNESP/Assis
Letras - Teoria Literária, Literatura Brasileira, Literatura Sânscrita/Indiana História - História da Literatura, História das Religiões, História da Ásia

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BLOCH, Pedro. Pedro Bloch entrevista Cecília Meireles. Revista Manchete, n. 633, p. 34-37, maio 1964.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul, 2006.

JOSEF, Bella. A mulher e o processo criador. In: COELHO, Nelly et al. Feminino singular. São Paulo: Edições GRD, 1989. p. 43-59.

LAMEGO, Valéria. Crônicas de uma vida. Revista Cult, São Paulo, ano V, n. 51, p. 48-51, out. 2001.

MEDINA, Cremilda, de A. Os anos 60 e a revolução feminina. In: COELHO, Nelly et al. Feminino singular. São Paulo: Edições GRD, 1989. p. 34-41.

MEIRELES, Cecília. Olhinhos de gato. 3. ed. São Paulo: Moderna, 1983.

MEIRELES, Cecília. Poesia Completa. 4. ed. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

NEVES, Margarida de Souza. Paisagens secretas: memórias da infância. In: NEVES, Margarida de Souza et al. (Org.). Cecília Meireles: a poética da educação. Rio de Janeiro: Ed.

PUC-Rio/Loyola, 2001. p. 23-40.

OLIVEIRA, Ana Maria Domingues de. Figuras femininas na poesia de Cecília Meireles. Disponível em: http://www.uesc.br/seminariomulher/anais/PDF/ANA%20MARIA%20DOMINGUES%20DE%20OLIVEIRA.pdf - Acesso em: 14 abr. 2013.

PACE, Ana Amelia Barros Coelho. Lendo e escrevendo sobre o pacto autobiográfico de Philippe Lejeune. 2012. Dissertação (Mestrado em Língua e Literatura Francesa) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8146/tde-06122012-143422/ - Acesso em: 14 abr. 2013.

SANTOS, Marcela Ernesto dos. Autobiografia feminina: a identidade e o preconceito nas memórias de Carolina Maria de Jesus e Maya Angelou. Revista Iluminart do IFSP, v. 7, n. 4, p. 12-20, abr. 2010. Disponível em: http://www.cefetsp.br/edu/sertaozinho/revista/volumes_anteriores/volume1numero4/ARTIGOS/2.pdf - Acesso em: 14 abr. 2013.

SOBRINHO, Ataiena V. da L. Miguel. A narrativa autobiográfica da infância: arrebatados pelos sentidos em L’odeur Du café, de Dany Lafarrière. Revista Criação & Crítica, São Paulo, n. 4,

p. 103-118, abr. 2010.

VANDERLEI, Wanessa Rayzza L. de F. M. Nas tuas mãos: a fratura do pacto autobiográfico. In: Revista Desassossego, São Paulo, n. 8, p. 58-68, dez. 2012.

Publicado
2014-11-20
Como Citar
de Oliveira, G. P. (2014). Cecília Meireles por ela mesma e sobre outras mulheres: sua autobiografia e a representação do feminino no Brasil do início do século XX. Letras De Hoje, 49(4), 487-494. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2014.4.13554