Tecendo identidades, os fios da memória em Adonias Filho

  • Verbena Maria Rocha Cordeiro Universidade Estadual da Bahia – UNEB
  • Mairim Linck Piva Universidade Federal do Rio Grande – FURG
Palavras-chave: Literatura baiana, Mulheres, Memória, Identidade

Resumo

Este artigo, a partir da leitura do romance As velhas, do escritor baiano Adonias Filho, analisa como cada uma das quatro mulheres, personagens centrais, revivificam, em meio a paisagem exuberante e temerária da selva tropical, a história do mundo hostil e masculino, o universo cacaueiro baiano e a história da conquista territorial de uma região, ao mesmo tempo em que narram suas dores, sofrimentos e vinganças.Tendo como signo a memória e a constituição da identidade de seus personagens, mulheres e homens, o propósito dessa análise é entender como essa narrativa memorialista se constrói, materializando as tensões que se modelam nas experiências e nas marcas da história individual e coletiva de cada sujeito e sua cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Cordeiro, V. M. R., & Piva, M. L. (2011). Tecendo identidades, os fios da memória em Adonias Filho. Letras De Hoje, 46(4), 31-39. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/10203
Seção
Pesquisas em diálogo: Literatura e Cultura na Bahia e no Rio Grande do Sul