A interdisciplinaridade vivenciada no PET-Saúde

  • Mariana Lieka Assega FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA
  • Luís Carlos Lopes Júnior FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA
  • Elaine Volpato dos Santos FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA
  • Rodrigo da Silveira Antoniassi
  • Mirella Gonçalves Caldeira Padula
  • Sueli Moreira Pirolo FACULDADE DE MEDICNA DE MARÍLIA
Palavras-chave: prática profissional, saúde bucal, técnica Delfos, relações interprofissionais, atenção primária à saúde.

Resumo

Introdução: A incorporação da equipe de saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família (ESF), em 2000, possibilitou a adoção de uma postura mais ativa de atenção primária nesta área, visto que a saúde bucal consiste em parte integrante e inseparável da saúde do indivíduo. A interação dos profissionais da saúde torna-se possível por meio de iniciativas como o PET-Saúde, o qual fomenta a formação profissional articulada com os profissionais da ESF, bem como, o processo de integração ensino-serviço-comunidade na perspectiva da interdisciplinaridade. Objetivo: Relatar a vivência de estudantes ao realizar uma pesquisa interdisciplinar. Descrição da experiência: Esse relato foi vivenciado no projeto PET-Saúde da Faculdade de Medicina de Marília, no sub projeto Saúde do Homem, visando construir e validar um instrumento de coleta de dados por meio da Técnica Delphi, para auxiliar a equipe de saúde detectar precocemente agravos odontológicos, visto que no Brasil, o perfil de saúde bucal, na faixa etária de 35 a 44 anos, está comprometido. Os participantes, deste estudo, são discentes de enfermagem e medicina, preceptora cirurgiã-dentista e tutora docente enfermeira. Para as atividades educacionais utilizou-se a metodologia ativa de ensino-aprendizagem. Conclusão: Os movimentos reflexivos, os espaços de diálogos propiciaram o desenvolvimento da investigação científica. Além disso, a aproximação do processo de validação pela Técnica Delphi, também permitiu ampliação do conhecimento multidisciplinar sobre saúde bucal. Esta vivência possibilitou qualificar a formação acadêmico-profissional na linha da interdisciplinaridade, sendo importante sua multiplicação para o fortalecimento da interação entre os profissionais e a articulação das ações de saúde.

Biografia do Autor

Luís Carlos Lopes Júnior, FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA
http://lattes.cnpq.br/5919501773501977
Publicado
2011-01-12
Seção
Relatos de Experiência