O plágio acadêmico como um problema ético, jurídico e pedagógico

  • Lívia Haygert Pithan PUCRS
  • Tatiane Regina Amando Vidal PUCRS
Palavras-chave: Plágio, Ética, Direitos autorais, Professor orientador, Integridade na pesquisa, Fraude.

Resumo

O plágio tem sido objeto de crescentes preocupações no meio acadêmico brasileiro. Órgãos públicos de financiamento de pesquisa científica, tais como o CNPq, a CAPES e a FAPESP, desde o ano de 2011, têm emitido documentos para orientar que as instituições de ensino tomem medidas preventivas e punitivas em casos de fraude – dentre as quais se inclui o plágio. No âmbito universitário, destaca-se o papel educativo do professor orientador de trabalhos acadêmicos de graduação e pós-graduação. Todavia, há escassa bibliografia nacional sobre a relação entre orientandos e orientadores, sendo que as funções deste também não são claramente determinadas em obras de metodologia da pesquisa ou do ensino. Este artigo busca apresentar uma revisão bibliográfica do plágio, considerado aqui um fenômeno complexo, que necessita ser analisado de forma interdisciplinar e não apenas jurídica.

Biografia do Autor

Lívia Haygert Pithan, PUCRS
Dditor gerente
Tatiane Regina Amando Vidal, PUCRS
Acadêmica do curso de graduação em Direito. Bolsista de iniciação científica do programa BPA-Interesse Institucional/2012.
Seção
Artigos