[1]
D. F. de Castro e L. Rothes, “As Cartas Educativas em Portugal: conceção, implementação e monitorização”, Educação (Porto Alegre, Online), vol. 37, nº 2, p. 232-238, ago. 2014.