Lei, ordem e tributos: uma abordagem novo-institucional da formação do estado português

  • Claudio Djissey Shikida IBMEC-MG
  • Ronald Otto Hillbrecht ppge-ufrgs
Palavras-chave: História Econômica, Portugal, Brasil

Resumo

A literatura novo-institucional é rica em relação ao estudo da formação dos estados europeus não-ibéricos, como França, Inglaterra e Países Baixos. Este artigo pretende contribuir para estudos sobre Portugal. Assim, faz-se uma releitura da história econômica de Portugal no período pré-expansionista, da Reconquista aos primórdios da colonização global. A abordagem utilizada é de corte novo-institucional e enfatiza três aspectos da formação do Estado português: monopolização da lei, coerção e poder de tributar. O artigo mostra que a construção dos estados nacionais, normalmente caracterizados na literatura novo-institucional por meio do estudo dos determinantes do monopólio da coerção para fins de extração de recursos fiscais, é aplicável ao caso português. Palavras-chave: História econômica geral. História econômica de Portugal. História Econômica do Brasil.
Publicado
2008-03-05
Seção
Artigos