Violência e Sociedade: novas perspectivas

  • Andréa Ana Nascimento Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de pós Graduação em Ciências Sociais http://orcid.org/0000-0002-7535-4431
  • Teresa Schneider Marques PPGCS/PUCRS

Resumo

A Revista Conversas e Controvérsias apresenta nessa edição o Dossiê “Violência e Sociedade: novas perspectivas”.

A violência faz parte das dinâmicas sociais e pode assumir formas e expressões muito variadas que atravessam todos os grupos sociais. Ela pode ser protagonizada individual ou coletivamente e no espaço público ou privado. As categorias de análise da violência agregam fatores multidisciplinares na tentativa de promover debates e ações que expliquem ou minimizem os efeitos da violência na contemporaneidade. Os trabalhos seminais sobre violência de Adorno (1995) de Silva (2004) com o desenvolvimento do conceito de sociabilidade violenta e de Misse (1999) com as problematizações sobre o conceito de bandido, da acumulação social da violência e da sujeição criminal influenciaram e seguem influenciando uma geração de pesquisadores que se debruçaram sobre essa temática de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Ana Nascimento, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de pós Graduação em Ciências Sociais
Atualmente é Professora Colaboradora e Pós-Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PPGCS/PUCRS). Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestre em Sociologia e Antropologia pela mesma universidade. Especialista em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança Pública pela Universidade Federal Fluminense. Possui Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais pela UFRJ. Integrante do grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Segurança e Administração da Justiça Penal (GPESC). Pesquisa a modernização das instituições policiais com o projeto apoiado pela CAPES: Modernização das Instituições Policiais: um estudo comparado entre Brasil e Argentina. É pesquisadora do Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais - Penitenciários (GITEP), na Universidade Católica de Pelotas. Atuou como docente na Escola Nacional de Serviços Penais. Foi professora de sociologia na rede estadual do Rio Grande do Sul entre 2012 e 2014, onde atuou também como coordenadora pedagógica do ensino médio e orientadora de estudos do Pacto Nacional do Ensino Médio. Atuou como professora substituta na Universidade Estadual do Rio de Janeiro no curso de licenciatura em Ciências Sociais.
Teresa Schneider Marques, PPGCS/PUCRS
Professora adjunta do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Doutora (2011) em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com estágio doutoral em Relações Internacionais no Institut dÉtudes Politiques de Paris (Sciences Po). Tem experiência nas áreas de Ciência Política e História das Relações internacionais. Atua principalmente nos seguintes temas: militância política, transnacionalismo, migrações forçadas e análise comparada de regimes políticos.
Publicado
2017-04-09
Como Citar
Nascimento, A. A., & Marques, T. S. (2017). Violência e Sociedade: novas perspectivas. Conversas & Controvérsias, 3(2), 1-4. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/conversasecontroversias/article/view/27084