Violência versus exercício da segurança pública em democracia no Brasil: um desafio a ser enfrentado

  • Marlene Inês Spaniol PUCRS
Palavras-chave: Violência, Segurança Pública, Democracia, Desafios.

Resumo

Este artigo trata da violência, das suas implicações e de como criou raízes e cresceu vertiginosamente, uma vez que sempre esteve presente ao longo da formação da sociedade brasileira, assim como tratará do emprego desta violência por parte dos órgãos que integram o Sistema Nacional de Segurança Pública do Brasil. É feita, também, a análise das mudanças impostas com a entrada em vigor da Constituição Federal de 1988, chamada de “carta cidadã” e dos necessários ajustes na forma de atuação policial e dos desafios já enfrentados e muitos ainda por enfrentar frente aos altos índices de violência e criminalidade atuais, bem como do exercício da segurança pública que se espera em um estado democrático de direito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlene Inês Spaniol, PUCRS
Doutora em Ciências Sociais pela PUCRS, Mestre em Ciências Criminais pela PUCRS, Especialista em Segurança Pública e Cidadania pelo IFCH da UFRGS, Professora de Pós-Graduação em Direito Penal e Processo Penal com ênfase em segurança pública na Uniritter, Integrante do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Segurança e Administração da Justiça Penal (GPESC) da PUCRS, Membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Capitã RR da Brigada Militar (PM/RS)
Publicado
2017-04-09
Como Citar
Spaniol, M. I. (2017). Violência versus exercício da segurança pública em democracia no Brasil: um desafio a ser enfrentado. Conversas & Controvérsias, 3(2), 29-51. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/conversasecontroversias/article/view/25372
Seção
Dossiê - Violência e Sociedade: diferentes perspectivas