[1]
J. R. Lopes, “Devoções, ciberespaço e imaginário religioso: uma análise dos altares virtuais”, Civitas, vol. 9, nº 2, p. 224-242, dez. 2009.