[1]
M. E. Máximo, “O eu encena, o eu em rede: um estudo etnográfico nos blogs”, Civitas, vol. 7, nº 2, p. 25-47, out. 2007.