[1]
I. Matta, “Estudos pós-coloniais: desconstruindo genealogias eurocêntricas”, Civitas, vol. 14, nº 1, p. 27-42, abr. 2014.