Un campo de investigación: las técnicas de gestión y los dispositivos jurídico-burocráticos destinados a la infancia pobre en la Argentina

  • Carla Villalta Universidade de Buenos Aires
Palavras-chave: Infância. Direitos. Estado. Problemas teórico-metodológicos. Argentina.

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre a constituição de um campo particular de investigação: o das formas de administração estatal da infância pobre. Para isto, inicialmente, descreve-se alguns aspectos contextuais que, na Argentina das últimas décadas, contribuíram para sua expansão e são centrais para a compreensão das características que assumiram os debates e os estudos sobre as modalidades de intervenção jurídico-estatais sobre um setor da infância e suas famílias. Em segundo lugar, analisa-se a necessidade de inscrever estes dispositivos histórica e politicamente, e de abandonar paradigmas normativos de compreensão. Finalmente, propõe-se que estes dispositivos, ainda que destinados a meninos e meninas, não podem ser compreendidos de forma dissociada das regulações sobre as relações familiares e dos discursos sobre moralidade familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Villalta, Universidade de Buenos Aires
Doctora en Antropología Social por la Universidad de Buenos Aires, Argentina, investiga-dora en el Instituto de Ciencias Antropológicas, Universidad de Buenos Aires y el Conicet.
Publicado
2014-01-30
Como Citar
Villalta, C. (2014). Un campo de investigación: las técnicas de gestión y los dispositivos jurídico-burocráticos destinados a la infancia pobre en la Argentina. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 13(2), 225-268. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2013.2.15482