A experiência estética como uma expressão da Alteridade do não idêntico

Palavras-chave: Adorno, Levinas, Experiência Estética, Alteridade, Não idêntico

Resumo

Procuramos pensar um entrelaçamento possível, ou, ao menos, uma aproximação entre a Estética de Adorno e a Ética de Levinas, especialmente a partir do não idêntico e da experiência estética como uma experiência do encontro com o Outro. Veremos que o instante da realização da obra é o seu instante ético. Aquele que a obra se desprende daquele que a coloca no mundo e abre caminhos para outras subjetividades se formarem. Por isso, estamos as voltas com o movimento estético que pode provocar irrupções de novos sentidos e percepções, como inquietações que mantém vivo o não idêntico sem subsumi-lo ao idêntico. E, por outro lado, trazemos alguns aspectos da obra de Levinas para pensar a obra de arte e a poesia, especialmente aquela da obliteração, enquanto resistência à razão idolátrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Guadagnin, Universidade de Hamburgo (UHH), Hamburgo, Alemanha.

Doutora em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil, com estágio doutoral pela Universidade de Hamburgo, Hamburgo, Alemanha.

Referências

ADORNO, Theodor W. Engagement. In: Notas de Literatura III. Tradução Celeste Aída Galeão e Idalina Azevedo da Silva [texto extraído e traduzido do original alemão Noten zur Literatur III, da Suhrkamp Verlag, Frankfurt am Main, 1965]. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1973.

ADORNO, Theodor W. Minima Moralia. Tradução Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 1951.

ADORNO, Theodor W. Negative Dialektik. In: ADORNO, T. W. Gesammelte Schrften, vol. 6, 5. ed.Frankfurt am Main: Suhrkamp, 1996. (Dialética Negativa. Tradução de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Zahar, 2009).

ADORNO, Theodor W. Teoria Estética. Tradução Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 1970.

ADORNO, Theodor W; BENJAMIN, W. Correspondências 1928 – 1940 Adorno-Benjamin. Tradução José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

ARMENGAUD, Françoise. Éthique et esthétique: De l’ombre à obliteration. In : CHALIER, Catherine; ABENSOUR, Miguel (org.). L’Herne: Emmanuel Levinas. Paris: Éditions de l’Herne, 1991. p. 499-508. Armengaud foi a mesma que conduziu a entrevista com Levinas sobre a obra de Sosno intitulada De l’obliteration.

BARRENTO, João et al. O Pêndulo. In: O tempo aprazado. Porto: Assírio e Alvim, 1993.

BECKETT, Samuel. Fim de Partida. Tradução e apresentação de Fábio de Souza Andrade. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

BENSUSSAN, G. Levinas et la politique. Strasbourg: Cahiers philosophiques de Strasbourg, [s. l.], 14, 2002.

BENSUSSAN, G. Le Messianisme est absolument moderne. In: BENSUSSAN, Gérard. Le Temps Messianique. Paris: Vrin, 2003.

BUCK-MORSS, Susan. Origen de la Dialéctica Negativa. Theodor W. Adorno, Walter Benjamín y el Instituto de Frankfurt. México: Siglo veintiuno editores, 1981.

CELAN, Paul. „Lob der Ferne“ (1948). In: Mohn und Gedächtnis. Joachim Seng (Nachwort). München: Deutsche Verlags-Anstalt, 2000. Em português: CELAN, Paul. Elogio da Distância. In: Sete Rosas Mais Tarde. Tradução J. Barrento e Y. Centeno. Lisboa: Cotovia, 1996.

CELAN, Paul. A parte de neve. In: CELAN, P. Sete Rosas mais tarde – Antologia Poética. Seleção. Tradução e introdução de João Barrento e Y. K. Centeno. Lisboa: Cotovia, 1996.

CELAN, Paul. Arte poética: O Meridiano e outros textos. Tradução J. Barrento e V. Milheiro. Lisboa: Cotovia, 1996.

DERRIDA, Jacques; ROUDINESCO, Elisabeth. De que amanhã: diálogo. Tradução Antonio Carlos dos Santos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

DERRIDA, Jacques. Le souverain Bien – O soberano Bem. Tradução Fernanda Bernardo. Edição Bilíngue. Braga: Palimage Editores, 2004.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Após Auschwitz. In: Lembrar escrever esquecer. São Paulo: Ed. 34, 2006.

HAMM, K. Estética Negativa: possibilidade de aplicação. In: PUCCI, B.; GOERGEN, P.; FRANCO, R. Dialética Negativa, Estética e Educação. Campinas: Alínea, 2007.

JABÈS, Edmond. A memória da palavra – Como leio Paul Celan. Tradução A. M. Casal e E. A. A. Filho. Edição bilíngue São Paulo: Lumme Editor, 2013.

LEVINAS, Emmanuel. Aturement qu’être ou au-delà de l’essence (1974). Paris: Kluwer Academic, 1990. (De otro modo que ser o más allá de la esencia. Salamanca: Sígueme, 2003).

LEVINAS, Emmanuel. Face to Face with Levinas. In: SUNY, Richard A. Cohen (ed.). Albany: State University of New York Press, 1986. (Series in Philosophy).

LEVINAS, Emmanuel. Paul Celan: de l’être à l’autre. Paris: Fata Morgana, 2002.

LEVINAS, Emmanuel. Jean Atlan et la tension de l’art. In: CHALIER, Catherine; ABENSOUR, Miguel (org.). L’Herne: Emmanuel Levinas. Paris: Éditions de l’Herne, 1991.

LEVINAS, Emmanuel. De Dieu qui vient à l’idée. Paris: Vrin, 1982. De Deus que vem à ideia. Petrópolis: Vozes, 2008.

LEVINAS, Emmanuel. De l’oblitération: Entretain avec Françoise Armengaud à propôs de l’oeuvre de Sosno. 2. ed. Paris: Éditions de la Différence, 1998.

LEVINAS, Emmanuel. Levinas et la politique. Strasbourg: Cahiers philosophiques de Strasbourg, [s. l.], 14, 2002.

LEVINAS, Emmanuel. Politique après. In: L’au-delà du verset, lectures et discours talmudiques. Paris: Les Éditions de Minuit, 1982.

LEVINAS, Emmanuel. Ética e Infinito. Lisboa: Edições 70, 2007.

LEVINAS, Emmanuel. La réalité et son ombre. In: LEVINAS, E. Les Imprévus de l’Histoire. Montpellier: Fata Morgana, 1948.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Tradução Renata Santini. São Paulo: N-1 Edições, 2018.

MAYER, H. Os Marginalizados. Tradução Carlos Almeida Pereira. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1985.

SOUZA, R. T. de Adorno & Kafka: paradoxos do singular. Passo Fundo: IFIBE, 2010.

SOUZA, R. T. A dignidade da pessoa humana. In: KIPPER, José. Ética: teoria e prática, uma visão multidisciplinar. Porto Alegre: Edipucrs, 2006.

SOUZA, R. T Levinas e a ancestralidade do Mal: Por uma crítica da violência biopolítica. Porto alegre: EDIPUCRS, 2012.

SOUZA, R. T. Kafka: a justiça, o veredicto e a colônia penal, um ensaio. São Paulo: Perspectiva, 2011.

OMBROSI, Orietta. Le Crépuscule de la Raison. Paris: Hermann Éditeurs, 2008.

PERIUS, O. Esclarecimento e dialética negativa: sobre a negatividade do conceito em Theodor W. Adorno. Passo Fundo: IFIBE, 2008.

WOLFGANG, Borchert. Ora, mas à noite os ratos dormem. In: RENNER, Rolf G.; BACKES, Marcelo (org.). Escombros e caprichos: o melhor do conto alemão no Século XX. Seleção e prefácio Rolf G. Renner. Tradução, posfácio, glossário e notas Marcelo Backes. Porto Alegre: LPM, 2004.

TÜRCKE, C. Pronto Socorro para Adorno: fragmentos introdutórios à dialética negativa. In: ZUIN, A.; PUCCI, B.; RAMOS-DE-OLIVEIRA, N. (org.). Ensaios Frankfurtianos. São Paulo: Cortez, 2004.

Publicado
2021-03-18
Como Citar
Guadagnin, R. (2021). A experiência estética como uma expressão da Alteridade do não idêntico. Veritas (Porto Alegre), 66(1), e38976. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2021.1.38976
Seção
Ética e Filosofia Política