Justiça, fianças e representações na Polícia Civil

  • Marcus José da Silva Cardinelli Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: polícia, fiança, justiça.

Resumo

Esse artigo discute as fianças na Polícia Civil do Rio de Janeiro na perspectiva da antropologia jurídica. Os delegados, ao fazerem seus julgamentos sobre o cabimento e acerca do valor a ser atribuído, levam em consideração a moralidade do preso em flagrante, quem ele parece ser, para além do fato praticado. A liberdade possui valores diferentes conforme esse julgamento moral. Assim, com o discurso de “fazer justiça”, alguns delegados impõem punições e reatualizam relações de poder.

Biografia do Autor

Marcus José da Silva Cardinelli, Universidade Federal Fluminense
Mestre em Antropologia (PPGA-UFF). Pesquisador do INCT-InEAC (Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos).

Referências

ARAÚJO, Tiago Lustosa Luna. Roteiro da Fiança Concedida pelo Delegado de Polícia. Disponível em: <http://www.adepol-se.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=168:artigo-roteiro-da-fianca-concedida-pelo-delegado-de-policia&catid=37:artigos&Itemid=64>. Acesso em: 25 de jul. 2013.

CARVALHO, Salo de. Pena e Garantias. 3ª ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008.

FERRAJOLI, Luigi. Direito e Razão: teoria do garantismo penal. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2002.

GUEDES, Simoni Lahud. O Sistema Classificatório das Ocorrências na Polícia Militar do Rio De Janeiro e a Organização da Experiência Policial: Uma Análise Preliminar. In DUARTE, Mário Sérgio de Brito. (coord.). A Análise Criminal e o Planejamento Operacional. Rio de Janeiro: Riosegurança, 2008.

FOUCAULT, Michel. A Verdade e as Formas Jurídicas. Rio de Janeiro: NAU editora, 2003.

_____. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 39ªed. Petrópolis: Vozes, 2011.

LIMA, Roberto Kant. A Polícia da Cidade do Rio de Janeiro: seus dilemas e paradoxos. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

_____. Ensaios de Antropologia e de Direito: acesso à justiça e processos institucionais de administração de conflitos e produção da verdade jurídica em uma perspectiva comparada. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2011

LOPES JR, Aury. Direito Processual Penal. São Paulo: Saraiva, 2012.

MISSE, Michel. “Crime, sujeito e sujeição criminal: aspectos de uma contribuição analítica sobre a categoria ‘bandido’”. Lua Nova, 79: 15-38, 2010.

OLIVEIRA, Luís Roberto Cardoso de. “Racismo, Direitos e Cidadania”. Estudos Avançados, 18 (50): 81-93, 2004.

TOURINHO FILHO. Processo Penal. 35ª ed. São Paulo: Saraiva, 2013. 3v.

Publicado
2015-11-22
Seção
Dossiê Crime, Polícia e Justiça no Brasil