O pioneirismo do jornal bageense A evolução para a mobilização operária e anarquista no interior do RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/2178-3748.2022.1.41348

Palavras-chave:

Anarquismo, Movimento operário, Imprensa

Resumo

Este trabalho de pesquisa analisa o jornal A Evolução, impresso do começo do século XX, na cidade de Bagé, no Rio Grande do Sul, e que tinha como enfoque a divulgação de preceitos e ideias vinculadas ao anarquismo e do movimento operário. A folha é considerada uma das mais antigas com esse propósito publicado na cidade de fronteira do Brasil com o Uruguai. No trabalho, busca-se traçar uma trajetória da imprensa e da movimentação anarquista e operária no Rio Grande do Sul e na cidade de Bagé, que foi um dos polos dessa movimentação nas primeiras décadas do século XX. Para tanto, destacam-se trechos dos textos publicados na primeira edição do jornal. Também será feita uma análise comparativa desse pioneiro impresso com outros jornais posteriores ao A Evolução, como o A Defesa, de proposta editorial anarquista, e o A Dor Humana, veículo que funcionava como informativo da União Geral dos Trabalhadores, mas que também adotava em sua proposta informativa a divulgação de ideais do movimento. Dessa forma, este artigo busca ressaltar a vanguarda de tais ideias político-sociais em uma cidade de forte vínculo histórico a ideais conservadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Pimenta e Silva, Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Bagé, RS, Brasil.

Pós-graduado em Comunicação Mercadológica pela Faculdade de Tecnologia do Senac, em Pelotas, RS, Brasil. Graduando em Licenciatura em História pelo Centro Universitário internacional (Uninter), em Bagé, RS. Jornalista.

Referências

A DEFESA. Bagé, n. 9, 13 out. 1910. Impresso publicado em 13 de outubro de 1910. Disponível no acervo do Museu Dom Diogo de Souza, da Fundação Attila Taborda, Universidade da Região da Campanha – Urcamp, Bagé.

A DOR HUMANA. Bagé, 28 set. 1920. Impresso publicado em 28 de setembro de 1920. Disponível no acervo do Museu Dom Diogo de Souza, da Fundação Attila Taborda, Universidade da Região da Campanha – Urcamp, Bagé.

A EVOLUÇÃO. Bagé, 2 fev. 1902. Impresso publicado em 2 de fevereiro de 1902. Disponível no acervo do Museu Dom Diogo de Souza, da Fundação Attila Taborda, Universidade da Região da Campanha – Urcamp, Bagé.

BATALHA, Claudio. Vida associativa: por uma nova abordagem da história institucional nos estudos do movimento operário. Anos 90, Porto Alegre, RS, v. 5, n. 8, p. 91-99, dez. 1997.

BARTZ, Frederico Duarte. Solidariedade impressa (1917-1920). O jornalismo operário como forma de ligação entre o movimento operário gaúcho e os trabalhadores organizados do centro do país no período das grandes greves. In: Encontro Estadual de História da Associação Nacional de História (Anpuh), 4., 2008, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: Anpuh, 2008. Disponível em: http://eeh2008.anpuh-rs.org.br/resources/content/anais/1212413760_ARQUIVO_textoanpuhrs.pdf. Acesso em: 15 fev. 2019.

BRIGNOL, Rafael; SILVA, Marcelo Pimenta e. A imprensa anarquista e a sua relação com as minorias políticas na cidade de Bagé. Revista de Artes e Humanidades Contemporâneos, Santo André, n. 8, maio/out. 2011.

BRIGNOL, Rafael; SILVA, Marcelo Pimenta e. Imprensa anarquista de Bagé: produção de subjetividade nos jornais “A Emancipação” e “A Dor Humana”. In: Encontro do Núcleo Gaúcho de História da Mídia, 4, 2012, São Borja. Anais [...]. São Borja: GPHM, 2012. v. 1, n. 1.

CARDOSO, André. Jornalismo sindical e anarquismo: as origens do movimento operário no Brasil. In: BETA Redação. São Leopoldo, 22 jun. 2019. Disponível em: https://medium.com/betaredacao/jornalismo-sindical-e-anarquismo-as-origens-do-movimento-oper%C3%A1rio-no-brasil-3dc65024adfb. Acesso em: 27 out. 2021.

CORRÊA, Anderson Romário Pereira. José Fredolino Prunes (1873-1957): A incorporação do proletariado na sociedade. In: BAKOS, Margaret Marchiori (org.). Escritas Íntimas, Tempo e Lugares de Memória. A documentação pessoal como fonte para a história. 1 ed. Porto Alegre, 2008.

CORRÊA, Anderson Romário Pereira. Sindicalismo revolucionário e Anarco-sindicalismo: um estudo dos congressos operários no Rio Grande do Sul (1898-1928). Estudios Históricos, Uruguay, año VIII, n. 17, dic. 2016. Disponível em: http://www.estudioshistoricos.org/17/eh1712.pdf. Acesso em: 20 fev. 2019.

CORRÊA, Felipe. Ideologia e Estratégia: anarquismo, movimentos sociais e poder popular. Editora Faísca. São Paulo, 2011.

JANOTTI, Maria de Lourdes. O livro Fontes Históricas como fonte. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org.). Livro Fontes Históricas. 3 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2011.

JOVCHELOVITCH, Sandra. Representações sociais e esfera pública. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2000.

LONER, Ana Beatriz. O movimento operário na República Velha (1889-1930). Passo Fundo: Editora Méritos, 2007. v. 3 (História Geral do Rio Grande do Sul).

LONER, Ana Beatriz. O IV Congresso Operário Gaúcho e o ocaso do movimento Anarquista no Rio Grande do Sul. Patrimônio e Memória, São Paulo, v. 7, n.2, p. 176-203, dez. 2011. Disponível em: http://amigosdalsoc.blogspot.com.br/2014/11/a-carta-de-amiens-um-marco-do.html. Acesso em: 28 out. 2021.

LUCA, Tania Regina de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org.). Livro Fontes Históricas. 3 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2011.

MARQUES, Carlos. A imprensa libertária: jornalismo operário e resistência anarquista na primeira década do século XX. Revista Antíteses, Londrina, v. 5, n. 10, jul./dez. 2012.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em Psicologia Social. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2003.

PESAVENTO, Sandra. O trabalhador e os pobres no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1998.

RÜDDIGER, Francisco. Tendências do jornalismo. 3. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2003.

TOLEDO, Edilene. Anarquismo e sindicalismo revolucionário. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.

SCHMIDT, Benito Bisso. O patriarca e o tribuno: caminhos, encruzilhadas, viagens e pontes de dois líderes socialistas – Francisco Xavier da Costa (187? – 1934) e Carlos Cavaco (1878-1961). 2002. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2002.

Downloads

Publicado

2022-03-09

Como Citar

Silva, M. P. e. (2022). O pioneirismo do jornal bageense A evolução para a mobilização operária e anarquista no interior do RS. Oficina Do Historiador, 15(1), e41348. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2022.1.41348