Aportes da História Ambiental à História Agrária da Bacia do Prata, primeira metade do século XIX. Uma proposta pedagógico-didática

Uma proposta pedagógico-didática

Palavras-chave: História Agrária, Bacia do Prata, Estâncias, Estados Nacionais, História AmbientaL

Resumo

Esta comunicação propõe-se, em primeiro lugar, uma revisão de acordo com as contribuições da História Ambiental, para a interpretação clássica dos processos históricos da primeira metade do século XIX na Bacia do Prata, com ênfase nos sistemas sócio agrários e suas relações com o surgimento de formas de organização política que dariam lugar ao processo laborioso e conflitivo de formação dos Estados Nacionais, que se estendeu por grande parte daquele século. As possibilidades e os desafios de acrescentar ao meio ambiente como sujeito histórico, são analisados em um espaço e temporalidade concretos, baseados na centralidade de uma forma típica de produção agrária que é a estância platina, que por muito tempo têm moldado as relações políticas, sociais e culturais das sociedades da região e continuam se projetando no presente, amplamente ressignificadas, compondo identidades territoriais transnacionais. Em segundo lugar, propõe-se uma contextualização institucional e pedagógica de tais desafios, com base na experiência no ensino da Disciplina de História Rural e Agrária da América Latina no Programa de Pós-graduação em Ensino da História e da América Latina da Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA), Brasil. Por meio de revisão bibliográfica e análise de discurso de fontes primárias, verifica-se que a “ambientalização” desses subcampos epistemológicos ainda é uma possibilidade a ser desenvolvida, com relação aos temas e período aqui considerados, mas com grande potencial para renovar e autonomizar as premissas teórico-metodológicas das disciplinas envolvidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Lilian Ferro, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Foz do Iguaçu, PR, Brasil.

Profesora e investigadora del Instituto Latino-americano de Economía, Sociedade e Política (ILAESP) de la Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA), Foz do Iguaçu, PR, Brasil. Coordinadora del Grupo de Pesquisa História Ambiental, Rural y Agrária do Cone Sul americano. Doctora por la Universidad Pablo de Olavide (UPO), Sevilla, España. Postdoctorado en la Universidad Nacional de Córdoba e Licenciada en Historia, Universidad Nacional del Litoral, ambas en Argentina.

Referências

BRAUDEL, Fernand. O Espaço e a História no Mediterrâneo. Trad. Marina Appenzeller. São Paulo: Editora Martins Fontes, 1988.

CASTRO HERRERA, Guillermo. De civilización y naturaleza: notas para el debate sobre historia ambiental latinoamericana. Procesos, Revista Ecuatoriana de Historia, [S. l.], n. 20, p. 99-113, 2004. https://doi.org/10.29078/rp.v1i20.251.

CHIARAMONTE, José Carlos. Nación y Estado en Iberoamérica. El lenguaje político en tiempos de las independencias. Buenos Aires: Editorial Sudamericana, 2004.

CHONCHOL, Jacques. Sistemas agrarios en América Latina. De la etapa pre-hispánica a la modernización conservadora. Santiago: Fondo de Cultura Económica, 1996.

COONEY, Jerry. Los yerbales del norte: la explotación de la frontera del Paraguay,1776-1810. In: WHIGHAM, Thomas L.; COONEY, Jerry W. (ed.). Campo y frontera. El Paraguay al fin de la era colonial. Asunción: Servilibro, 2006.

CROSBY, Alfred. Imperialismo ecológico. A expansão biológica da Europa 900-1900. São Paulo: Editora Schwarcz, 2011.

DIAMOND, Jared. Armas, germes e aço: os destinos das sociedades humanas. São Paulo: Editorial Record, 2017. Edição comemorativa.

DEAN, Warren. A ferro e fogo: a história da devastação da Mata Atlântica Brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

DONGHI, Tulio Halperin. Una estancia en la campaña de Buenos Aires: Fontezuela. In: FLORESCANO, Enrique (org.). Hacienda, latifundios y plantaciones en América Latina. Simposio de Roma. México: Siglo XXI Editores, 1975.

GARAVAGLIA, Juan Carlos; GELMAN Jorge. Rural history of the Rio de la Plata 1600-1850.Results of a historiographical renaissance. Latin American Research Review, [S. l.], v. 30, n. 3, p. 75-105, 1995.

GARAVAGLIA, Juan Carlos. Mercado interno y economía colonial: Tres siglos de historia de la yerba mate. Rosario: Prohistoria Ediciones, 2008.

GELMAN, Jorge. Una historia dada vuelta. Los aportes de Carlos Sempat Assadourian a la historia económica y agraria rioplatense. Revista Nuevo mundo, mundos nuevos. 2012. DOI: https://doi.org/10.4000/nuevomundo.64714. Disponible en: https://journals.openedition.org/nuevomundo/64714. Acceso: 3 abr. 2020. https://doi.org/10.4000/nuevomundo.64714.

GELMAN, Jorge. Rosas, estanciero: gobierno y expansión ganadera. Buenos Aires: Claves para todos, 2005.

GELMAN, Jorge. Gauchos o campesinos? Anuario IHES N.2. Buenos Aires: UBA,1987.

HERNANDEZ, José. El gaúcho Martin Fierro. Buenos Aires: Imprenta de la pampa, 1872.

HUEBLIN, Hans Jorg. Sistemas de aproveitamento integral da biomassa de árvores de reflorestamento. Dissertação (Mestrado) -- CEFET, Curitiba, 2001.

LEFF, Enrique. Construindo a História Ambiental na América Latina. Apresentado em 14 de jul. 2003. Texto da Conferência proferida no 51° Congresso Internacional de Americanistas, Simpósio de História Ambiental Americana, de 14 a 18 de julho de 2003. Realizado em Santiago, Chile.

LE ROY LADOURIE, Emmanuel. História dos Camponeses Franceses Vol. 1: da Peste Negra à Revolução. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

MAESTRI, Mário. Paraguay, la República campesina 1810-1865. Asunción: Editora Intercontinental, 2016.

MONIZ BANDEIRA, Luiz. A expansão do Brasil e a formação dos Estados na Bacia do Prata. Argentina, Uruguai e Paraguai. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2012.

MÖRNER, Magnus. La hacienda hispanoamericana. Examen de las investigaciones y debates recientes. In: FLORESCANO, Enrique (org.). Hacienda, latifundios y plantaciones en América Latina. Simposio de Roma. México: Siglo XXI Editores, 1975.

NEVES, Erivaldo Fagundes. História Agrária e História Regional na Perspectiva Sócio-Económica. Anais Eletrônicos II Encontro Estadual de História. Bahia ANPUH. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana, 2004. Disponible en: http://www.uesb.br/anpuhba/artigos/anpuh_II/erivaldo_fagundes_neves. pdf. Acceso en 3 abril 2020.

PALACIOS, Guillermo. Cultivadores libres, Estado y crisis de la esclavitud en Brasil en la época de la Revolución industrial. México: Fondo de Cultura Económica, 1998.

PICCOLO, Helga. A guerra dos Farrapos e a construção do estado nacional. In: PESAVENTO, Sandra et.al. (Org.) A Revolução Farroupilha: história & interpretação. Porto Alegre: Mercado Aberto Edições, 1985.

PRIGOGINE, Ilya. La estructura de lo complejo. Madrid: Alianza Editorial, 1994.

REVERBEL, Carlos. O gaúcho. Aspectos da sua formação no Rio Grande e no Rio da Prata. Porto Alegre: L&PM Editores Ltda, 1986.

RILEY, James. Santa Lucía. Desarrollo y administración de una hacienda jesuita en el siglo XVIII. In: FLORESCANO, Enrique (org.). Hacienda, latifundios y plantaciones en América Latina. Simposio de Roma. México: Siglo XXI Editores, 1975.

RUBIO DURÁN, Francisco. Viejos y nuevos problemas: una propuesta de superación conceptual para los estudios de ambiente y sociedad. Americanía: revista de Estudios Latinoamericanos de la Universidad Pablo de Olavide, [S. l.], n. 1, p. 102-149, ene. 2011.

SAEGER, James. Supervivencia y abolición: la encomienda paraguaya del siglo dieciocho. In: WHIGHAM, T.; COONEY, J (ed.). Campo y frontera. El Paraguay al fin de la era colonial. Asunción: Servilibro, 2006.

SAVIANI, Demerval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas: Autores Associados, 2008. (Coleção Memória da Educação).

SILVA, Francisco Carlos Teixeira da; LINHARES, Maria. Região e História Agrária. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 8, n. 15, p. 17-26, 1995.

SPALDING, Walter. A epopeia farroupilha: Coleção General Benício. Rio de Janeiro: Editora Biblioteca do Exército,1963.

Publicado
2020-12-18
Como Citar
Ferro, S. L. (2020). Aportes da História Ambiental à História Agrária da Bacia do Prata, primeira metade do século XIX. Uma proposta pedagógico-didática: Uma proposta pedagógico-didática. Oficina Do Historiador, 13(2), e37825. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2020.2.37825
Seção
Dossiê