DENUNCIANDO OPRESSÕES E SINALIZANDO DIREITOS: a experiencia do teatro no trabalho do serviço social junto a adolescentes surdos

  • Jaqueline Pagote EDIPUCRS
Palavras-chave: Comunicação em LIBRAS. Acesso à informação. Acesso aos Direitos Sociais. Serviço Social na Educação. Técnicas do Teatro do Oprimido.

Resumo

O presente trabalho objetiva apresentar o itinerário de formação, confirmando novas possibilidades para o enfrentamento das expressões da questão social sofridas pela comunidade surda na sociedade. Para tanto, faz-se uma breve contextualização acerca da historicidade da comunidade surda na sociedade, bem como de sua cultura, identidade, e educação. Reflete-se o desenvolvimento das Políticas Públicas para os Surdos: Educação, Acessibilidade e Trabalho, para alcançar a efetividade dos direitos. Discorre-se sobre a atuação do Serviço Social na Educação, a partir do campo de estágio, a Escola Especial para Surdos Frei Pacífico, de suas demandas e possibilidades de enfrentamento. Diante disso, enfocam-se as técnicas do Teatro do Oprimido como estratégias de transformação social para os adolescentes Surdos, expressando a experiência da aplicabilidade do Projeto de Intervenção, seus objetivos e o debate sobre as expressões da questão social como o preconceito, a discriminação e a exclusão social, além de demonstrar que o teatro para os surdos é uma alternativa de enfrentamento da questão social. Por fim fazem-se algumas considerações e observações acerca de todo o contexto.
Publicado
2014-11-12
Como Citar
Pagote, J. (2014). DENUNCIANDO OPRESSÕES E SINALIZANDO DIREITOS: a experiencia do teatro no trabalho do serviço social junto a adolescentes surdos. Revista Da Graduação, 7(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/graduacao/article/view/19327
Seção
Faculdade de Serviço Social