As Novas Configurações do Trabalho em Saúde: os indicativos do processo de desregulamentação

  • Moema Amélia Serpa Lopes de Souza Universidade Estadual da Paraíba
Palavras-chave: Palavras-chave, mercantilização da saúde – trabalho em saúde – desregulamentação do trabalho – precarização.

Resumo

Este estudo apresenta a discussão temática sobre o trabalho no setor saúde. Aborda as primeiras aproximações de uma investigação que busca desvendar as tendências da lógica racionalizadora incorporada pelo trabalho no setor dos serviços públicos. Na medida em que a saúde passa a ser funcional ao processo de acumulação do capital, é fundamental que os aspectos que envolvam a organização e estruturação da força de trabalho em saúde sejam analisados, reconhecendo as condições estruturais que determinam o modelo de gestão do trabalho adotado, e como ele orienta o trabalho no setor saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Moema Amélia Serpa Lopes de Souza, Universidade Estadual da Paraíba
Doutora em Serviço Social pela UFPE, docente do Departamento de Serviço Social da Universidade Estadual da Paraíba. Lider do Núcleo de Pesquisa e Práticas Sociais.
Publicado
2010-12-23
Como Citar
Lopes de Souza, M. A. S. (2010). As Novas Configurações do Trabalho em Saúde: os indicativos do processo de desregulamentação. Textos & Contextos (Porto Alegre), 9(2), 334 - 344. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/fass/article/view/7340
Seção
Política de Saúde