Formação profissional em Serviço Social e ENADE

Contradições em questão

Palavras-chave: Avaliação, Formação profissional, Serviço Social, ENADE

Resumo

A contrarreforma do estado que alcança constantemente as políticas sociais e tudo que as envolve, visivelmente afeta o ensino superior brasileiro, parte da política de educação, postulando formações cada vez mais pragmáticas e tecnicistas, por isto, é imprescindível analisar o meio de avaliação adotado pelo Estado e as intencionalidades permeadas nela. Neste artigo há o debate sobre a avaliação conduzida pelo Exame Nacional de Desempenho Estudantil (ENADE) para os cursos de Serviço Social, tendo como exemplo os cursos de Serviço Social do estado do Amazonas, considerando as 6 provas do ENADE para este curso e os 47 relatórios das instituições que oferecem este curso no estado do Amazonas e foram alvo deste exame. O artigo resulta de pesquisa bibliográfica e documental, de natureza explicativa, direcionada pelo método crítico-dialético, com abordagem de enfoque misto (qualitativa e quantitativa), com adoção das técnicas de análise documental e análise de conteúdo para o tratamento dos dados obtidos pelos documentos citados. Pode ser observado que a atual avaliação lançada ao ensino superior tem a capacidade de evidenciar as potencialidades e fragilidades da formação, porém somente do ponto de vista do discente, ignorando os demais sujeitos que estão envolvidos no processo formativo, além de incentivar, por meio do modo que tem sido executado, com cálculos distorcidos de notas e conceitos, um “ranqueamento” entre as instituições de ensino superior, fazendo-as buscarem o alcance das “melhores notas”, mas camuflando a disparidade entre o desempenho dos discentes, principalmente quando comparamos o desempenho entre discentes dos cursos de Serviço Social públicos e privados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tereza Raquel Negreiros do Nascimento Costa, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, PA, Brasil.

Mestra em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus, AM, Brasil.

Roberta Ferreira Coelho de Andrade, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, AM, Brasil.

Doutora em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus, AM, Brasil; pós-doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; professora associada da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus, AM, Brasil.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL. Diretrizes gerais para o curso de Serviço Social. Rio de Janeiro: ABEPSS, 1996. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/textos/documento_201603311138166377210.pdf. Acesso em: 12 maio 2018.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo (org.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. p. 9-23

ANTUNES, Andressa Elisa Martos; LEMOS, Esther Luiza de Sousa. A contrarreforma no ensino superior brasileiro: determinantes históricos. Revista Temporalis, Brasília, DF, ano 18, n. 35, p. 12-28, jan./jun. 2018. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/temporalis/article/view/17922/pdf. Acesso em: 20 dez. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL. A formação em Serviço Social e o ensino remoto emergencial. Brasília: ABEPSS, 2021. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/anexos/20210611_formacao-em-servico-social-e-o-ensino-remoto-emergencial-202106141344485082480.pdf. Acesso em: 10 jun. 2021.

BEHRING, Elaine Rossetti. Brasil em contrarreforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. São Paulo: Cortez, 2003.

BOLELLA, Valdes Roberto; CASTRO, Margaret. Avaliação de programas educacionais nas profissões da saúde: conceitos básicos. Medicina, Ribeirão Preto, v. 47, n. 3, p. 333-342, 2014. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/86686/pdf_1. Acesso em: 5 nov. 2018.

BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Diário Oficial da União, 15 abr. 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.861.htm. Acesso em: 8 abr. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa nº 19, de 13 de dezembro de 2017. Diário Oficial da União, edição 240, p. 15-24, 15 dez. 2017. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/guest/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/1067722/do1-2017-12-15-portaria-normativa-no-19-de-13-de-dezembro-de-2017-1067718-1067718. Acesso em: 18 jun. 2020.

CARDOSO, Isabel Cristina da Costa; GRANERMANN, Sara; BEHRING, Elaine Rossetti; ALMEIDA, Ney Luiz Teixeira de. Proposta básica para projeto de formação profissional: novos subsídios para o debate. Cadernos ABESS, São Paulo, n. 7, p. 15-57, 1997. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/anexos/03-caderno-abess-n7-proposta-basica-para-o-processo-de-formacao-201702011414494824610.pdf. Acesso em: 20 jun. 2020.

CARDOSO, Roberta Muriel; SOBRINHO, José Dias. Avaliação e educação no Brasil: avanços e retrocessos. Serie Estudos, Campo Grande, n. 37, p. 263-273, jan./ jun. 2014. Disponível em: https://serie-estudos.ucdb.br/serie-estudos/article/download/766/633. Acesso em: 5 fev 2020.

CHAUÍ, Marilena. A ideologia da competência. Rio de Janeiro: Autêntica. 2014.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 12. ed. Cortez: São Paulo, 2017.

CISLAGHI, Juliana Fiuza. A formação profissional dos assistentes sociais em tempos de contrarreformas do ensino superior: os impactos das mais recentes propostas do governo Lula. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 105, p. 241-266, abr./jun. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-66282011000200004. Acesso em: 22 abr. 2018.

COSTA, Tereza Raquel Negreiros do Nascimento. O ENADE constrói pontes ou edifica muros: uma leitura da formação profissional em Serviço Social do Amazonas, 2020. 163 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia) – Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Letras, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2020.

COSTA, Tereza Raquel Negreiros do; ANDRADE, Roberta Ferreira Coelho de; PINHEIRO, Hamida Assunção. Direcionamento à formação profissional e aos projetos pedagógicos de Serviço Social no Amazonas. In: ANDRADE, Roberta Ferreira de; VALLINA, Marcelo Mário. Novos contornos do Serviço Social no Amazonas. Boa Vista: Editora da UFRR. 2020. p. 71-92. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=oszHDwAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=-gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 5 jun. 2020.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GUERRA, Yolanda. A instrumentalidade no trabalho do assistente social. Brasília: CFESS, 2000. Disponível em: http://www.uel.br/cesa/sersocial/pages/arquivos/GUERRA%20Yolanda.%20A%20instrumentalidade%20no%20trabalho%20do%20assistente%20social.pdf. Acesso em: 5 mar. 2020.

IAMAMOTO, Marilda Vilella. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

IAMAMOTO, Marilda Vilella. As dimensões ético-políticas e teórico-metodológicas no Serviço Social Contemporâneo. In: Mota, Ana Elizabeth et al. (org.). Serviço Social e Saúde: formação e trabalho profissional. São Paulo: Cortez, 2009. p. 161-196.

IAMAMOTO, Marilda Vilella. A formação acadêmico-profissional do Serviço Social brasileiro. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 120, p. 609-639, out /dez. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sssoc/n120/02.pdf. Acesso em: 10 mar. 2019.

LIMA, Kátia. REUNI e banco de professor equivalente: novas ofensivas da contrarreforma da educação superior brasileira no governo Lula da Silva. Revista Universidade e Sociedade, Brasília, ano 17, n. 41, p. 69-78, 2008.

LIMANA, Amir. O que estão fazendo com o SINAES? Avaliação: revista da avaliação da educação superior, Campinas, v. 13, n. 3, p. 869-873, 2008. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/291.Acesso em: 18 jun. 2020.

NETTO, José Paulo. Introdução ao método da teoria social. In: CFESS. Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009. p. 667-696. Disponível em: http://www.cressrn.org.br/files/arquivos/50RJ5W8gL69H4A2o122W.pdf. Acesso em: 5 mar. 2020.

NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia política: uma introdução crítica. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

ORTIZ, Fátima Grave. Formação profissional e Serviço Social: uma análise sobre as Diretrizes Curriculares, seus impasses e desafios. In: GUERRA, Yolanda; LEITE, Janete Luzia; ORTIZ, Fátima Grave. Temas contemporâneos em Serviço Social: uma análise de seus fundamentos. Campinas: Papel Social, 2019. p. 215-240.

PASQUALOTTO, Lucyelle Cristina. A educação frente ao imperativo das novas tecnologias. 2006. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/navegando/artigos_frames/artigo_059.html. Acesso em: 10 fev. 2019.

PEREIRA, Larissa Dahmer. Educação e Serviço Social: do confessionalismo ao empresariamento da formação profissional. São Paulo: Xamã, 2008.

PEREIRA, Larissa Dahmer. A expansão dos cursos de Serviço Social em tempos de contrarreforma do ensino superior brasileiro: impactos na formação profissional em Serviço Social. Revista de Políticas Públicas, São Luís, n. especial, p. 323-331, 2010.

PEREIRA, Potyara Amazoneida Pereira e. Política Social: temas e questões. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

PEREIRA, Larissa Dahmer; FERREIRA, Andreza Telles dos Santos; SOUSA, Andrea Cristina Viana de. Análise comparativa entre expansão dos cursos de Serviço Social EAD e presenciais. Revista Temporális, Brasília, ano 14, n. 27, p. 181-202, jan./jun. 2014.

POLIDORI, Marlis Morosini. Políticas De Avaliação Da Educação Superior Brasileira: PROVÃO, SINAES, IDD, CPC, IGC e...outros índices. Avaliação, Campinas, v. 14, n. 2, p. 385-438, jul. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/aval/v14n2/a09v14n2.pdf. Acesso em: 7 abr. 2019.

PRATES, Jane Cruz. O método marxiano de investigação e o enfoque misto na pesquisa social: uma relação necessária. Textos e Contextos, Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 116-128, jan./jul. 2012. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/7985/2/O_metodo_marxiano_de_investigacao_e_o_enfoque_misto_na_pesquisa_social_uma_relacao_necessaria.pdf. Acesso em: 10 nov. 2019.

PRATES, Jane Cruz; PRATES, Flavio Cruz. Problematizando o uso da técnica de análise documental no Serviço Social e no direito. Sociedade em debate, Pelotas v. 15, n. 2, p. 111-125, 2009. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/8003. Acesso em: 8 nov. 2019.

PREVITALI, Fabiane Santana; FAGIAN, Cilson Cesar. Organização e controle do trabalho no capitalismo contemporâneo: a relevância de Braverman. Cadernos EBAPE BR, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, p. 766-769, out./dez. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cebape/v12n4/1679-3951-cebape-12-04-00756.pdf. Acesso em: 5 jan. 2019.

SANTOS, Claudia Mônica dos. Os instrumentos e técnicas: mitos e dilemas na formação profissional do assistente social no Brasil. 2006. 251 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=35442. Acesso em: 2 abr. 2019.

SILVA, Isabela Fernanda Barros. Educação Superior no Brasil e Serviço Social: uma análise crítico interpretativa dos processos avaliativos a partir do ENADE.2017. 116 f. Dissertação (Mestrado em Política Social) – Instituto de Ciências Humanas, Universidade de Brasília, Brasília, 2017. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/23246/1/2017_IsabelaFernandaBarrosSilva.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

Publicado
2021-12-21
Como Citar
Costa, T. R. N. do N., & Andrade, R. F. C. de. (2021). Formação profissional em Serviço Social e ENADE: Contradições em questão. Textos & Contextos (Porto Alegre), 20(1), e41201. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2021.1.41201
Seção
Artigos e Ensaios