Mulheres despossuídas no século XXI

Trabalho, justiça e gênero

Palavras-chave: Trabalho, Informalidade, Justiça, Mulheres, Gênero

Resumo

Decorridos 177 anos da publicação dos artigos de Marx (2017), na Gazeta Renana, no contexto europeu, sua contribuição segue não só atual, mas necessária para compreendermos os processos sociais no contexto latino-americano e periférico. Situando a historicidade da obra e da realidade brasileira, o fito de resgatá-la é justamente para que se mostre a face bárbara da acumulação capitalista, ainda mais agudizada no que se refere às pessoas em situação de criminalização por parte do Estado. Isso porque, na condição de infratora da lei, a mulher passa a ser objeto de sanção e pena, e dela não é suprimido somente o direito à liberdade, mas também o direito de ser protagonista de resistência, de pulsão antagônica ao modo de produção capitalista. Essas mulheres correspondem a uma massa de desempregadas informais, constituindo-se nas despossuídas do século XXI.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana das Flores Duarte, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, SP, Brasil.

Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil.10 Professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em Santos, SP, Brasil. Integrante do Grupo de Trabalho Feminismos, Resistencias y Emancipación del Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Violência (NEPEVI) e do Núcleo de Estudos do Trabalho e Gênero NETeG/Unifesp.

Referências

BENSAÏD, Daniel. Os despossuídos: Karl Marx, os ladrões de madeira e o direito dos pobres. In: Os Despossuídos. Tradução de Marina Echalar. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2017. apresentação, p. 11-48.

BLOCH, Marc. Apologia da História, ou, o ofício de um historiador. Prefácio de Jacques Le Goff. Apresentação à edição brasileira de Lilia Moritz Schwarcz: Tradução de André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BRASIL. Lei n.º 11.343, de 23 de agosto de 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad). Diário Oficial da União: Brasília, DF, 24 ago. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11343.htm. Acesso em: 2 maio. 2020.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Tradução de laurêncio de Melo. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1968.

FEDERICI, Silvia. Calibán y la bruja: mujeres, cuerpo y acumulación originaria. Traducción de Verónica Hendel y Leopoldo Sebastián. Madrid: Historia Traficantes de Sueños, 2010.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. 2019. Disponível em: http://forumseguranca.org.br. Acesso em: 2 maio. 2020.

HARVEY, David. Os Limites do capital. 1. ed. Tradução de Magda Lopes. São Paulo: Boitempo, 2013.

LÖWY, Michael. Walter Benjamin. Aviso de incêndio: uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. Tradução de Wanda Nogueira Caldeira Brant [tradução das teses] Jeanne Marie Gagnebin, Marcus Lutz Müller. São Paulo: Boitempo, 2005.

MARINI, Ruy Mauro. Proceso y tendencias de la globalización capitalista (1997). In: América Latina, dependencia y globalización. Fundamentos conceptuales Ruy Mauro Marini. Antología y presentación de Carlos Eduardo Martins. Bogotá: Siglo del Hombre - CLACSO, 2008.

MARX, Karl. O Capital. Livro I. O processo de produção do capital. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. Os Despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto de madeira. Tradução de Nélio Schneider. São Paulo: Boitempo, 2017.

MARX, Karl. Manuscritos econômicos-filosóficos. 4. reimpr. Apresentação e notas de Jesus Ranieri São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl. Sobre a Questão Judaica. Apresentação e posfácio de Daniel Bensaïd. Tradução de Nélio Schneider e Wanda Caldeira Brant. São Paulo: Boitempo, 2010.

NASCIMENTO, Abdias. O Genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. 3. ed. São Paulo: Perspectivas, 2016.

OXFAM BRASIL. Disponível em: https://oxfam.org.br/justica-social-e-economica/forum-economico-de-davos/bem-publico-ou-riqueza-privada. Acesso em: 2 maio. 2020.

PRATES, Jane Cruz. O método marxiano de investigação e o enfoque misto na pesquisa social: uma relação necessária. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 11, n. 1, p. 116-128, jan./jul. 2012. ISSN 1677-9509.

SAFFIOTI, Heleieth I.B. A mulher na sociedade de classes: mito e realidade. 3. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

SAFFIOTI, Heleieth I. B. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.

WAINWRIGHT, Tom. Narconomics: cómo administrar un cártel de drogas. 1. ed. Traducción de María Orvaños Landereche. México: Debate, 2016.

Publicado
2021-07-01
Como Citar
Duarte, J. das F. (2021). Mulheres despossuídas no século XXI: Trabalho, justiça e gênero. Textos & Contextos (Porto Alegre), 20(1), e38044. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2021.1.38044
Seção
Artigos e Ensaios