Reflexões sobre a unidade teoria/prática no Serviço Social brasileiro

A essência do método de Marx

Palavras-chave: Teoria/Prática, Marxismo, Método, Serviço Social

Resumo

Este artigo reforça no tempo presente, onde se intensifica a dinâmica ampliada do capital financeiro, a importância do método do materialismo histórico dialético a partir do rigor teórico da teoria social de Marx, e sua incorporação e aprofundamento pelo Serviço Social brasileiro. Neste sentido, o artigo propõe, por meio de uma revisão de literatura nessa tradição teórico-cultural, adensar a discussão entre os fundamentos do marxismo e a consolidação do Projeto Ético Político do Serviço Social, na apreensão da unidade teoria/prática fundamentada na razão dialética.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Neves Salazar, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, ES, Brasil

Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ), em Rio de Janeiro, RJ, Brasil; professora da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Referências

ANTUNES, Ricardo. O Privilégio da servidão. São Paulo: Boitempo, 2018.

BARROCO, Maria Lúcia Silva. Ética e Serviço Social: fundamentos ontológicos. São Paulo: Cortez, 2001.

BEHRING, Elaine; BOSCHETTI, Ivanete. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Cortez: Biblioteca Básica do Serviço Social, 2006.

COUTINHO, Carlos Nelson. O estruturalismo e a miséria da razão. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

FERGUSON, Iain; LAVALETTE, Michael. Social work, postmodernism, and Marxism. Journal European Journal of Social Work, [s. l.], v. 2, n. 1, p. 27-40, 1999. https://doi.org/10.1080/13691459908413803

FORTI, Valéria; GUERRA, Yolanda (org). Na prática a teoria é outra? Texto e Contextos. Rio de Janeiro: Lumem Juris, 2009.

GUERRA, Yolanda. O projeto Profissional Crítico: estratégia de enfrentamento das condições contemporâneas da prática profissional. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 91, 2007.

GUERRA, Yolanda. Expressões do pragmatismo no Serviço Social: reflexões preliminares. Revista Katálysis, Florianópolis, Número Especial Bilíngue, n. 16, p. 39-60, 2013. https://doi.org/10.1590/S1414-49802013000300004

GUERRA, Yolanda. Sobre a possibilidade histórica do projeto ético-político profissional: a apreciação crítica que se faz necessária. In: FORTI, Valeria; GUERRA, Yolanda. Projeto ético politico do serviço social: contribuições à sua crítica. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2015.

GUERRA, Yolanda. Consolidar avanços, superar limites e enfrentar desafios: os fundamentos de uma formação profissional crítica. In: GUERRA, Yolanda; LEWGOY, Alzira Maria Baptista; MOLJO, Carina Berta; SERPA, Moema;

DA SILVA, José Fernando Siqueira. Serviço Social e seus fundamentos: conhecimento e crítica. Campinas: Papel Social, 2018. p. 25-46.

HARVEY, David. A condição pós-moderna. Rio de janeiro: Loyola, 1992.

IAMAMOTO, Marilda Villela. Serviço Social em tempos de capital fetiche. São Paulo: Cortez, 2008.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Trad. Célia Neves e Alderico Toríbio. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LUKÁCS, György. A falsa e a autêntica filosofia de Hegel. Os princípios ontológicos fundamentais de Marx. In: LUKÁCS, Gyorgy. Para uma ontologia do ser social I. Tradução Carlos Nelson Coutinho, Mario Duayer e nélio Schneider. São Paulo: Boitempo, 2012. p. 11-172.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

MARX, Karl. O capital: crítica à economia política. Livro III. São Paulo: Nova Cultural, 1986.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro I: o processo de produção do Capital. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013.

NETTO, José Paulo. Razão, ontologia e práxis. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 44, ano XV, p. 26-42, 1994.

NETTO, José Paulo. Transformações societárias e serviço social: notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 50, p. 87 132, 1996.

NETTO, José Paulo. A construção do projeto ético-político contemporâneo. In: NETTO, José Paulo. Capacitação em Serviço Social e Política Social. Módulo 1. Brasília: CEAD/ABEPSS/CFESS, 1999. p. 1-22.

NETTO, José Paulo. Assistencialismo e regressividade profissional não-serviço social. Intervenção Social, Dialnet, [s. l.], n. 41, p. 11-35, 2013. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5499452. Acesso em: 2 nov. 2020.

NETTO, José Paulo. Para uma nova história do serviço social no Brasil. In: SILVA, Maria Liduína de Oliveira e (org). Serviço social no Brasil: história de resistências e de ruptura com o conservadorismo. São Paulo: Cortez, 2016. p. 49-72.

OLIVEIRA, Edson Marques. 23 teses pela reforma do Serviço Social brasileiro: Pelo resgate de sua identidade e de uma cultura profissionalizante. Toledo-Paraná. set. 2017. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B159LRiZwoG5TFFzMW9VSUs2THM/view?fbclid=IwAR1IDOblFELZ0NmMPxdiHnWk1_xuK0dFCL--lDW87zi6QzY6TXKaCge0C90. Acesso em: 19 out. 2020.

RODRIGUES, Mavi. O exercício profissional 30 anos depois do Congresso da Virada. Revista Praia Vermelha: Estudos de política e teoria social, Rio de Janeiro, v. 21, n. 2, p. 51-68, 2012.

SIMIONATTO, Ivete. As expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teórico-política. In: SIMIONATTO, Ivete. Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais. CFESS, Brasília, 2009. p. 1-24.

VAZQUEZ, Adolfo Sánchez. Filosofia da Práxis. Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales. 2.ª ed. São Paulo: Expressão Popular, Brasil, 2011.

Publicado
2020-12-22
Como Citar
Neves Salazar, S. . (2020). Reflexões sobre a unidade teoria/prática no Serviço Social brasileiro: A essência do método de Marx. Textos & Contextos (Porto Alegre), 19(2), e37459. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2020.2.37459
Seção
Artigos e Ensaios