Serviço Social e Instituições Participativas: apontamentos sobre a atuação profissional no apoio ao controle social / Social Work and Participatory Institutions: presentation on professional activities in support of public control

  • Ludson Rocha Martins Prefeitura Municipal de Nova Lima/Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo
Palavras-chave: Serviço Social, Mobilização social, Controle social.

Resumo

O artigo busca ampliar a compreensão das bases de intervenção do Serviço Social nas instâncias de suporte ao controle social, a partir de indicações teórico-interventivas. Neste caminho é trabalhado o problema da mobilização social e da organização, a partir do debate nas ciências sociais e na profissão. Ao cabo, são realizadas algumas considerações práticas sobre o trabalho profissional nas instituições participativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ludson Rocha Martins, Prefeitura Municipal de Nova Lima/Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo
Assistente social pelas Prefeituras Municipais de Nova Lima-MG e de Pedro Leopoldo-MG. Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Referências

Abreu, M. M. Serviço social e a organização da cultura: perfis pedagógicos da prática profissional. São Paulo: Cortez, 2002.

_____. Debate simultâneo: assistência social, mobilização e educação popular. In : CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CFESS). Seminário Nacional – O Trabalho do/a Assistente Social no Suas. Brasília: CFESS, 2011. p. 229-248

_____; Cardoso, F. G. Mobilização social e práticas educativas. In: ABEPSS; CFESS (Org.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, UnB, 2009, p. 593-608.

ALCHORNE, S.; SILVA, G.; TOLÊDO, H. P. Conquistas e desafios: o exercício profissional do assistente social nos conselhos de controle da Política de Assistência Social na contemporaneidade. In: I Congresso Internacional de política social e Serviço Social: desafios contemporâneos. 2015, Londrina. Anais [...], Londrina, I Congresso Internacional de política social e Serviço Social: desafios contemporâneos, 2015. p. 1-12. Disponível em: http://www.uel.br/pos/mestradoservicosocial/congresso/anais/Trabalhos/eixo3/oral/18_conquistas_e_desafios....pdf . Acessado em, 27. ago., 2017.

Alves, F. L. Participação e gestão democrática das políticas públicas: a inserção e os desafios do trabalho do assistente social nos conselhos de saúde. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), apresentado à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, 2004.

Avritzer, L. A dinâmica da participação local no Brasil. São Paulo: Cortez, 2010.

PMid:21744544

Bravo, M. I. S. Gestão democrática na Saúde: o potencial dos conselhos. In: BRAVO, M. I. S.; PEREIRA, Potyara, A. P. (Org.). Política social e democracia. São Paulo: Cortez; Rio de Janeiro: Uerj, 2001.

Butler, J. Reescinificación de lo universal: hegemonía y límites del formalismo. In: BUTLER, J.; LACLAU, E.; ŽIŽEK, S. Contingencia, hegemonía, universalidad: diálogos contemporáneos en la izquierda. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2003. p. 17-48

CALHEIROS. A. C. F. Análise dos potenciais do trabalho do assistente social na secretaria executiva de conselhos municipais - Morretes-PR. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), apresentado à Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Cohen, J. Deliberação e legitimidade democrática. In: MARQUES, Â. C. (Org.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas: textos fundamentais. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 85-108

PMid:22258508 PMCid:PMC3271183

CUNHA, E. S. M. Efetividade deliberativa: estudo comparado de conselhos municipais de assistência social (1997-2006). 2009. Tese (Doutorado), apresentada à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte.

Cunningham, F. Teorias da democracia: uma introdução crítica. Porto Alegre: ARTMED, 2009.

DURIGUETTO, M. L. A temática dos movimentos sociais e sua incorporação no Serviço Social. 1996. Dissertação (Mestrado), apresentada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro.

Eagleton, T. De onde vêm os pós-modernistas. In: MEIKSINS WOOD, E.; FOSTER, J. B. (Org's.). Em defesa da história: marxismo e pós-modernismo. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1999. p. 23-32.

Faleiros, V. de P. Estratégias em Serviço Social. 10.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

FRASER, N. Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça numa era "pós-socialista". Cadernos de Campo, São Paulo, v. 15, n. 14-15, p. 231-239, 2006. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/cadernosdecampo/article/download/50109/54229 . Acessado em, 29, ago., 2017.

FUKS, M.; PERISSINOTTO, R. Recursos, decisão e poder: conselhos gestores de políticas públicas de Curitiba. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 21, n. 60, p. 67-81, fev. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092006000100004&lng=pt&nrm=iso>. Acessado em 25 dez. 2015.

Gohn, M. da G. Teorias dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Edições Loyola, 1997.

_____. Movimentos sociais e educação. 6.ed. São Paulo: Cortez, 2005.

Gramsci, A. Maquiavel, a política e o Estado moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

_____. Concepção dialética da história. 9. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

Gutmann, A.; Thompson, D. Democracia deliberativa para além do processo. In: MARQUES, Â. C. (Org.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas: textos fundamentais. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 177-206

Harvey, D. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 14. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

Iamamoto, M. V. O Serviço Social na cena contemporânea. In: CFESS/ABEPSS (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009a. p. 15-50

_____. Os espaços sócio-ocupacionais do assistente social. In: CFESS/ABEPSS (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009b. p. 15-50

Jaccoud, L. Proteção social no Brasil: debates e desafios. In: Concepção e gestão da proteção social não contributiva no Brasil. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), UNESCO, 2009. p. 57-86.

PMid:19413893

KRÜGER, T. R.; MACHADO, C. C. O tema da participação e as bases teórico-políticas do Serviço Social. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 49-61, 2015. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/viewFile/20174/13308 . Acesso em 18 de outubro de 2015.

Mansbridge, J. A conversão cotidiana no sistema deliberativo. In: MARQUES, Â. C. (Org.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas: textos fundamentais. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 207-238

Marques, Â. C. As interseções entre o processo comunicativo e a deliberação pública. In: MARQUES, Â. C. (Org.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas: textos fundamentais. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 11-28

PMid:23641468

MARTINS, L. R.. A promoção da participação e do debate político na esfera pública: uma proposta normativa de interpretação do trabalho do assistente social nos conselhos e instituições participativas. In: III Simpósio Mineiro de Assistentes Sociais, 2013, Belo Horizonte. Anais [...] Belo Horizonte, III Simpósio Mineiro de Assistentes Sociais, 2013. p. 1-17. Disponível em: http://www.cress-mg.org.br/arquivos/simposio/A%20PROMO%C3%87%C3%83O%20DA%20PARTICIPA%C3%87%C3%83O%20E%20DO%20DEBATE%20POL%C3%8DTICO%20NA%20ESFERA%20P%C3%9ABLICA.pdf . Acessado em 22 de set., 2016.

_____. Crítica da legitimidade na teoria das profissões e suas contribuições para o debate sobre os fundamentos do Serviço Social. 2014. Dissertação (Mestrado), apresentada à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora.

_____. Teoria das profissões e a análise dos fundamentos do Serviço Social. Verinotio, Belo Horizonte, n. 20, p. 64-83, 2015. Disponível em: http://verinotio.org/Verinotio_revistas/n20/5_Martins.pdf. Acessado em: 17, jan., de 2017.

_____. Determinação da legitimidade burocrática: uma alternativa a Max Weber. Temporalis, [S.l.], v. 2, n. 30, p. 383-403, jan. 2016. ISSN 2238-1856. Disponível em: <http://periodicos.ufes.br/temporalis/article/view/9578/8402>. Acesso em: 10 jan. 2017.

Melucci, A. Challenging codes. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

https://doi.org/10.1017/CBO9780511520891

Mouffe, C. Democratic citizenship and the political community. In: MOUFFE, C. (Org.). Dimensions of radical democracy: pluralism, citizenship, community. London: Verso, 1992. p. 225-239

_____. O regresso do político. Gradiva, Lisboa, 1996.

Netto, J. P. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. 11.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

_____. Transformações societárias e Serviço Social: notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, v. 50, p. 87-132, 1996.

Nogueira, M. A. Gestão participativa, Estado e democracia. In: NOGUEIRA, M. A. Um Estado para a sociedade civil: temas éticos e políticos da gestão democrática. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 121-169.

PERDIGÃO, M. A. C. Serviço social e espaços conselhistas: o que é possível? A experiência profissional nos conselhos municipais de assistência social da região metropolitana do Vale do Aço-MG. 2010. Dissertação (Mestrado), apresentada à Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora.

PRADO, M. A. M. Da mobilidade social à constituição da identidade política: reflexões em torno dos aspectos psicossociais das ações coletivas. Psicologia em revista, Belo Horizonte, v. 8, n. 11, p. 59-71, 2002. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/psicologiaemrevista/article/viewArticle/137 . Acesso em: 28, set., 2015.

Laclau, E. Identidad y hegemonía: el rol de la universalidad en la constitución de lógicas políticas. In: BUTLER, Judith; LACLAU, Ernesto; ŽIŽEK, Slavoj. Contingencia, hegemonía, universalidad: diálogos contemporáneos en la izquierda. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2003. p. 49-93

Raichelis, R. Esfera pública e conselhos de assistência social: caminhos da construção democrática. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

Santos, B. de S. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

Weber, M. Conceitos sociológicos fundamentais. In: WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. 3. ed. Brasília: Editora UNB, 1994. 2 v., v. 1. p. 3-35.

Žižek, S. Para além da coalizão arco-íris! In: ŽIŽEK, S. A visão em paralaxe. São Paulo: Boitempo, 2010. p. 468-476.

_____. ¿Lucha de clases e o posmodernismo? ¡Sí, por favor!. In: BUTLER, J.; LACLAU, E.; ŽIŽEK, S. Contingencia, hegemonía, universalidad: diálogos contemporáneos en la izquierda. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2003. p. 17-48.

Publicado
2018-08-22
Como Citar
Martins, L. R. (2018). Serviço Social e Instituições Participativas: apontamentos sobre a atuação profissional no apoio ao controle social / Social Work and Participatory Institutions: presentation on professional activities in support of public control. Textos & Contextos (Porto Alegre), 17(1), 81 - 96. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2018.1.29375
Seção
Serviço Social, História e Trabalho