Materialidades fílmicas, magia e montagem: Reflexões sobre a montagem cinematográfica em Interface (1995)

  • Ednei de Genaro Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Harun Farocki, montagem, magia, Schnittstelle

Resumo

Realizamos uma interpretação da obra Interface (1995), que nos convoca a fazer seis breves reflexões, relacionando questões sobre materialidades fílmicas, magia e montagem no contexto da sociedade industrial.

Biografia do Autor

Ednei de Genaro, Universidade Federal Fluminense
Doutor em Comunicação (2015). Mestre em Sociologia Política (2010)

Referências

Farocki, Harun (2013a). Influencia cruzada/Montaje blando. In: ____. Desconfiar de las imágenes. Buenos Aires: Caja Negra, pp.111-120, 2013.

____________ (2013b). Que és un estudio de edición. In: ____. Desconfiar de las imágenes. Buenos Aires: Caja Negra, pp.79-82, 2013.

Ferreira, Pedro P. Música eletrônica e xamanismo: técnica contemporâneas do êxtase. 2006. 498 f. Tese (Doutorado em Sociologia). Programa de Pós-graduação em Sociologia. UNICAMP, Campinas, 2006.

Galloway, Alexander. How control exists after decentralization. London: MIT Press, 2004.

Kittler, Friedrich A. Código ou como algo pode ser escrito de outro modo. In: Rodrigues, Jorge H. V. Friedrich A. Kittler, filósofo da tecnologia: uma tradução comentada. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, pp.113-122, 2013.

Kittler, Friedrich. Gramophone, film, typewriter. Stanford: Stanford University Press, 1999.

Simondon, Gilbert. El modo de existencia de los objetos técnicos. Buenos Aires: Prometeo Livros, 2007.

Rancière, Jacques. A ficção documental: Marker e a ficção da memória. Arte & Ensaios. Revista do PPGAV/ EBA / UFRJ, Rio de Janeiro, n°21, pp.179-189, dez., 2010.

Publicado
2017-10-17
Seção
Artigos