Entre memória, história e narrativa: interfaces mediadas pelas comunicação

  • Larissa Conceição dos Santos Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Palavras-chave: Comunicação, narrativa, história, memória, organizações.

Resumo

Busca-se, através de um ensaio de caráter teórico-reflexivo, analisar a interface existente entre os conceitos de história, memória e narrativa. Adota-se uma abordagem comunicacional, onde o ponto de vista focalizado incide sob a comunicação e sua instância mediadora, permitindo a materialização da história e da memória por meio das narrativas. Destaca-se, dessa forma, a linguagem como elemento socializador da memória, e enfatiza-se, igualmente, o papel das narrativas na sistematização e reconstituição da história (DOSSE,1998). Finalmente, observa-se como a apropriação desses conceitos pela comunicação das organizações conduz à ressignificação do passado, por meio das narrativas da história organizacional.

Biografia do Autor

Larissa Conceição dos Santos, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
Professora Substituta na Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA-São Borja. Doutora em Sciences de l'Information et de la Communication, Laboratoire GRIPIC, CELSA - École des Hautes Études en Sciences de l'Information et de la Communication, Université Paris-Sorbonne (Paris IV). Doutora em Ciências da Comunicação, Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo (ECA-USP). Mestre em Sciences de l'Information et de la Communication (CELSA, Paris-Sorbonne). Mestre em Engenharia de Produção, Bacharel em Administração e Bacharel em Comunicação Social-Hab. Relações Públicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Referências

BARBOSA, Marialva C.; RIBEIRO, Ana Paula G. Comunicação e história: um entre-lugar. In: BARBOSA, Marialva C.; RIBEIRO, Ana Paula G. Comunicação e história: partilhas teóricas. Florianópolis: Insular, 2011, p.9-28.

BARROS, José D’Assunção. História e memória–uma relação na confluência entre tempo e espaço. MOUSEION, v. 3, n. 5, p. 35-67, 2009.

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nicolai Leskov In: Magia e técnica, arte e política:ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, 197-221.

_________ . Sobre o conceito de história. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p.222-234.

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. 2° ed. São Paulo: Ateliê editorial, 2004.

CABECINHAS, Rosa. Narrativas identitárias e memória social: estudos comparativos em contexto lusófono. Publicações da Faculdade de Filosofia, Universidade Católica Portuguesa, 2011, p.171-184. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/17954/1/cabecinhas%202011%20nims.pdf Acesso em: 25/02/2015.

COHEN, Daniel Jared; ROSENZWEIG, Roy. Digital history: a guide to gathering, preserving, and presenting the past on the web. Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 2006.

DOSSE, François. Entre histoire et mémoire: une histoire sociale de la mémoire. Raison présente, v. 128, n. 4, p. 5-24, 1998. Disponível em : http://www.ihtp.cnrs.fr/historiographie/sites/historiographie/IMG/pdf/Dosse_Entre_histoire_et_memoire.pdf

GARDÈRE, Elizabeth. Le capital mémoire de l’entreprise. Paris: L’Harmattan, 2003.

GENETTE, Gérard. Discours du récit. Paris : Seuil, 2007.

GOODY. Jack, La raison graphique. La domestication de la pensée sauvage.Les Editions de Minuit, 1979.

HALBWACHS, Maurice. La mémoire collective. Paris, Albin Michel, 1997.

HAMON, Maurice; TORRES, Félix. Mémoire d’avenir: l´histoire dans l´entreprise. Economica, 1987.

LAVABRE, Marie-Claire. Usages et mésusages de la notion de mémoire. Critique internationale, 2000, vol. 7, no 1, p. 48-57.

LYOTARD, Jean-François. La condition postmoderne. Paris : Editions Minuit, 1979.

NASSAR, Paulo. Relações Públicas na construção da responsabilidade histórica e no resgate da memória institucional das organizações. 2ª. ed. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2008. v. 1. 206 p.

SANTOS, Larissa Conceição dos. História e legitimação organizacional: reflexões acerca das narrativas histórico-organizacionais. Revista Organicom, vol. 11, no 20, 2014a. Disponível em : http://www.revistaorganicom.org.br/sistema/index.php/organicom/article/view/683/531

Acesso em: 20/02/2015.

SANTOS, Larissa Conceição dos. A narrativa organizacional para a promoção do engajamento. E-Compós, vol. 17, no 1, 2014b. Disponível em : http://www.compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/view/1049/759 . Acesso em: 05/03/2015.

RICOEUR, P. Temps et récit I: L’intrigue et le récit historique. Paris : Seuil, 1983.

Publicado
2016-09-21
Seção
Artigos