Cândida Fortes

Uma escritora esquecida do Rio Grande do Sul

Palavras-chave: resgate de escritoras esquecidas, Cândida Fortes, contos

Resumo

O objetivo deste artigo é resgatar e analisar criticamente alguns contos de Cândida Fortes, que foram publicados em periódicos não mencionados por diversos estudiosos e biógrafos, a fim de contribuir para a sua inserção na história da literatura e para um aumento de sua fortuna crítica e biográfica. Para tanto, recorreu-se a aportes teóricos da crítica feminista e da teoria literária. A metodologia utilizada neste estudo consiste em pesquisa de revisão bibliográfica e hermenêutica literária, como suporte para a leitura dos textos. Verificou-se que a escritora contribuiu com diversos periódicos, os quais são não são lembrados pelos biógrafos, e que, apesar de raramente reconhecida como contista, possui domínio da técnica de escrever contos, empregada com maestria no que diz respeito à linguagem, ao tempo, ao espaço, e a outros aspectos da criação literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Barp, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, RS.

Graduando em Letras - Inglês pela Universidade de Caxias do Sul. Bolsista de Iniciação Científica PROBIC FAPERGS (2017-2020) e PIBIC-CNPq (2020), orientado pela Profa. Dra. Cecil Jeanine Albert Zinani. Possui a certificação CELTA - Certificate in English Language Teaching to Adults, oferecida pela Universidade de Cambridge (Inglaterra).

Cecil Jeanine Albert Zinani, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul, RS.

Doutora em Letras - Literatura Comparada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Possui estágio pós-doutoral em Literatura, História e Memória pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora titular na Universidade de Caxias do Sul, atua na Pós-Graduação e na Graduação em Letras. Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Literatura e Gênero”

Referências

BARP, Guilherme. Poesia em Cachoeira do Sul: os versos heterogêneos de Cândida Fortes. In: ZINANI, Cecil Jeanine Albert (org.). Mulheres gaúchas na imprensa do século XIX: Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro. Caxias do Sul: Educs, 2018. p. 161-180.

BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento. Diccionario bibliographico brazileiro. Rio de Janeiro: Typographia Nacional, 1893, v.2. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/221681. Acesso em: 1 ago. 2019.

BRANCO, Thatty de Aguiar Castello. O maravilhoso e o fantástico na literatura infantil de Monteiro Lobato. 2007. 120 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Literatura Brasileira, Departamento de Letras do Centro de Teologia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&[email protected]. Acesso em: 2 ago. 2019.

CARLOS, I. S. et al. Benditas mulheres... — e suas tantas histórias. In: SELBACH, J. F. et al. Mulheres: história e direitos. Cachoeira do Sul: Ed. do Autor, 2005. p. 93-112. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ea000076.pdf. Acesso em: 29 jul. 2019.

CESAR, Guilhermino. História da literatura do Rio Grande do Sul: 1737-1902. 2.ed. Porto Alegre: Globo, 1971.

COELHO, Nelly Novaes. Dicionário crítico de escritoras brasileiras: 1711-2001. São Paulo: Escrituras, 2002.

DUARTE, Constância Lima. Estudos sobre mulher e literatura: permanência e desafios. In: FLORES, Conceição (org.). Mulheres e literatura: ensaios. Natal: Edunp, 2013. p. 63-74.

DUARTE, Constância Lima. Imprensa feminina e feminista no Brasil: século XIX, dicionário ilustrado. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

DUARTE, Constância Lima. O cânone e a autoria feminina. In: SCHMIDT, Rita Terezinha (org.). Mulheres e literatura: (trans)formando identidades. Porto Alegre: Palloti, 1997. p. 53-60.

FLORES, Hilda Agnes Hübner. Dicionário de mulheres. 2.ed. Florianópolis: Mulheres, 2011.

FORTES, Candida. As tres edades. Revista Litteraria, São Paulo, 10 fev. 1895, p. 6. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 29 jul. 2019.

FORTES, Candida. As tres idades. Gazeta da Tarde, Rio de Janeiro, 12 mar. 1896, p. 1. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 30 jul. 2019.

FORTES, Candida. As tres idades. Jornal Pequeno, Recife, 19 jan. 1900, p. 1. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 30 jul. 2019.

FORTES, Candida. As tres idades. In: MONTEIRO, Oscar (ed.). Almanak Historico-Litterario do Estado de São Paulo. São Paulo: Ed. do autor, 1896. Anual. p. 250-251. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 30 jul. 2019.

FORTES, Candida. Baigneuse. A Pagina, Florianópolis, 26 ago. 1900, p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Caridosa. A Pagina, Florianópolis, 22 jul. 1900, p. 1. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Dous anjos. Commercio do Espírito Santo, Vitória, 25 nov. 1902, p. 1. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Ignota magua. A Estação, Rio de Janeiro, 15 jul. 1900, p. 77. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Ignota magua. A Pagina, Florianópolis, 19 ago. 1900, p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Liberdade ou morte!. A Republica, Curitiba, 15 abr. 1889, p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Liberdade ou morte!. O Novo Brazil, 26 mai. 1889, p. 4. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Melancholia. A Pagina, Florianópolis, 5 ago. 1900, p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. O gaucho. In: MONTEIRO, Oscar (ed.). Almanak Historico-Litterario do Estado de São Paulo. São Paulo: Ed. do autor, 1896. Anual. p. 171. Disponível em: <https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/>. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Os beijos. In: MONTEIRO, Oscar (ed.). Almanak Historico-Litterario do Estado de São Paulo. São Paulo: Ed. do autor, 1897. Anual. p. 158-159. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 31 jul. 2019.

FORTES, Candida. Tributo. O Paiz, Rio de Janeiro, 16 mar. 1887. p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 29 jul. 2019.

FORTES, Candida. Voz da patria. O Paiz, Rio de Janeiro, 17 mar. 1887. p. 3. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 29 jul. 2019.

LUCA, Leonora de. A mensageira: uma revista de mulheres escritoras na modernização brasileira. 1999. 581 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Sociologia, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Campinas, 1999. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280414. Acesso em: 30 jul. 2019.

MARTINS, Ari. Escritores do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 1978.

MOREIRA, Maria Eunice. Em poesia e prosa: a voz das “Senhoras” gaúchas do Almanaque de Lembranças. In: CHAVES, Vania Pinheiro (Org.). O Rio Grande do Sul no Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro. Porto Alegre: Gradiva, 2014. p. 197-221.

MOREIRA, Maria Eunice. Cândida Fortes Brandão: uma gaúcha de faca na bota. In: LOUSADA, Isabel; FINA, Rosa (orgs.). Cultura, literatura, memória e identidades: em celebração ao centenário de Claudia de Campos (1859-1916). Lisboa: CLEPUL; CICS-Nova; Câmara Municipal de Sines, 2018, p. 5-16.

MUZART, Zahidé Lupinacci. Uma espiada na imprensa das mulheres no século XIX. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 11, n. 1, p. 225-233, jan./jun. 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/S0104-026X2003000100013/8720. Acesso em: 31 jul. 2019.

MUZART, Zahidé Lupinacci. A questão do cânone. In: SCHMIDT, Rita Terezinha (Org.). Mulheres e literatura: (trans)formando identidades. Porto Alegre: Palloti, 1997. p. 79-89.

PAIXÃO, Sylvia. A literatura feminina e o cânone. In: SCHMIDT, Rita Terezinha (Org.). Mulheres e literatura: (trans)formando identidades. Porto Alegre: Palloti, 1997. p. 71-78.

RITZEL, Mirian. As ruas da cidade. Jornal do Povo, Cachoeira do Sul, 4 e 5. jun. 2011. p. 6. Disponível em: http://www.jornaldopovo.com.br/flip/edicoes/20110604/edicao_completa.pdf. Acesso em: 3 ago. 2019.

SCHMIDT, Rita Terezinha. Cândida de Oliveira Fortes Brandão. In: MUZART, Zahidé Lupinacci (org.). Escritoras brasileiras do século XIX: antologia. Florianópolis: Mulheres, 2004. v. 2. p. 143-157.

SCHNEIDER, Regina Portella. A instrução pública no Rio Grande do Sul: 1770-1889. Porto Alegre: UFRGS, 1993.

SCHUH, Angela Schumacher; CARLOS, Ione Maria Sanmartin. Cachoeira do Sul: em busca de sua história. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1991.

SHOWALTER, Elaine. Twenty years on: A literature of their own revisited. Novel: a forum on fiction, v. 31, n. 3, p. 399-413, 1998.

SOUVENIR. Na Rua do Ouvidor. Diario de Noticias, Rio de Janeiro, 10 nov. 1887, p. 1. Disponível em: https://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 28 jul. 2019.

TACQUES, Alzira Freitas. Perfís de musas, poetas e prosadores brasileiros. Porto Alegre: Thurmann, 1956, v. 1.

VILLAS-BÔAS, Pedro. Notas de bibliografia sul-rio-grandense. Porto Alegre: A Nação, 1974.

ZILBERMAN, Regina. Leituras para a infância no século XIX brasileiro. Fronteiraz, São Paulo, n. 17, p. 22-42, 2016. Semestral. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/fronteiraz/article/view/29413/21240. Acesso em: 3 ago. 2019.

ZINANI, Cecil Jeanine Albert. Produção literária feminina: um caso de literatura marginal. Antares: Letras e Humanidades, Caxias do Sul, v. 6, n. 12, p. 183-195, jul./dez. 2014. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/antares/article/view/3059. Acesso em: 6 abr. 2019.

ZINANI, Cecil Jeanine Albert. Uma proposta de abordagem do fantástico no conto “O círculo”, de Óscar Cerruto. In: SILVEIRA, Regina da Costa da; ZINANI, Cecil Jeanine Albert (orgs.). O insólito em sua constelação conceitual: análises possíveis. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2018. p. 12-16.

ZOLIN, Lúcia Osana. Crítica feminista. In: BONICCI, Thomas; ZOLIN, Lúcia Osana (Orgs.). Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. Maringá: Eduem, 2009. p. 181-206.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Barp, G., & Albert Zinani, C. J. (2020). Cândida Fortes: Uma escritora esquecida do Rio Grande do Sul. Letras De Hoje, 55(2), e36468. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2020.2.36468
Seção
Seção Livre