Texturas intermidiáticas

Gilberto Freyre: sociólogo, poeta, pintor

Palavras-chave: Intermedialidad en Gilberto Freyre., la poesía de Gilberto Freyre., Gilberto Freyre y las artes visuales

Resumo

Apoiado nos conceitos de intermidialidade, écfrase e referência intermidiática, o ensaio discute a vasta obra de Gilberto Freyre como a de um artista múltiplo, atuante em diferentes áreas_ poesia, pintura e prosa literária_além de autor de contribuições pioneiras para as ciências sociais. O artigo destaca especialmente a íntima relação entre suas obras de arte visual e as de arte verbal, notáveis pela constante referência a acontecimentos, personagens e paisagens analisados em seus textos sociológicos. Nesse contexto, toda a produção de Freyre pode ser considerada um múltiplo e caleidoscópico texto, que, em diferentes mídias, explora temas estreitamente relacionados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Ribeiro Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Colaboradora e Professora Emérita da UFMG e Professora Aposentada da UFOP, com pós-doutorados nas Universidades de Berkerley e Carolina do Norte (EUA) e livre docência na Universidade de
Londres. Pesquisadora do CNPq, tem publicado extensamente na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, principalmente nas seguintes linhas de pesquisa: critica cultural, estudos inter-artes e estudos de intermidialidade. Entre suas publicações, que incluem artigos em periódicos do Brasil e do exterior,
destacam-se os seguintes livros: 1) Stylistic Markers in William Golding?s Early Fiction. Working Document no 6. London University Institute of Education,1984. 2) A Barata e a Crisálida. O Romance de Clarice Lispector. Rio de Janeiro : José Olympio, 1985. 3) Literatura e Artes Plásticas : O Künstlerroman na Ficcão Contemporânea. Ouro Preto: Editora da UFOP, 1993. 4) Brazil 1492-1992: Narrative, History, Fiction (ed. with Bernard McGuirk ) London: Edwin Mellen Press, 1996. 5) Abgar Renault ( org. with Affonso Henrique Tamm Renault). Belo Horizonte : Centro de Estudos Literários da UFMG, 1996. 6) Brazilian Feminisms ( ed. with Judith Still) The University of Nottingham, 1999. 7)- De Mendigos e Malandros: Chico Buarque, Bertolt Brecht, John Gay. Ouro Preto: Editora da UFOP, 1999. 2a edição, Editora CRV, 2011.8- Literatura e Música: Modulações Pós-Coloniais. São Paulo: Perspectiva, 2002 . 9- Itinerário de Sofotulafi. Biografia literária de Abgar Renault.Programa de Pós-Graduação, Estudos Literários, Faculdade de Letras da UFMG, 2005. 10- Hamlet: Leituras Contemporâneas. Belo Horizonte; Tessitura, 2008. 11- Perdida entre signos: literatura, artes e mídias, hoje Faculdade de Letras da UFMG, Pós-Graduação, Estudos Literários, 2012

Referências

BANDEIRA, Manuel. Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Aguilar, 1958, V. II: Prosa, p. 1398.

BANDEIRA, Manuel. Gilberto Freyre, poeta. In: Gilberto Freyre na UNB. Conferências e Comentários de um Simpósio Internacional realizado de 13 a 17 de outubro de 1980. Editora Universidade de Brasília, 1981, p.79-84.

CARDOSO, Fernando Henrique. Introdução a Gilberto Freyre´s Casa Grande & Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal, 48ª edição. Recife: Fundação Gilberto Freyre, 2003, p. 19-28. Versão em pdf na internet.

CLŰVER, Claus. A new look at an old topic: ekphrasis revisited. Todas as Letras, v. 19, n. 1, jan./abr. 2017, p. 30-44.

COELHO, Maria Beatriz. Imagens da nação: Brasileiros na foto documentação de 1940 até o final do Século XX. Belo Horizonte: Editora UFMG, Edusp, 2012.

FERREIRA, David Mourão. Gilberto Freyre, criador literário. In: Gilberto Freyre na UNB: Conferências e comentários de um Simpósio internacional realizado de 13 a 17 de outubro de 1980. Editora Universidade de Brasília, 1981, p. 85-94.

FREITAS FILHO, Armando. Três Mosqueteiros In: MASSI, Augusto (Org.). Artes e Ofícios da Poesia. Porto Alegre: Artes e Ofícios Editora, 1991, p. 74-77.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e mucambos: Decadência do patriarcado rural e desenvolvimento do urbano. São Paulo: LeLivros. link, 1ª edição digital, 2013.

FREYRE. Gilberto. Casa Grande & Senzala: Formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. Recife, Fundação Gilberto Freyre, 2003, 48ª edição. Versão em pdf na internet..

FREYRE, Gilberto. Como e por que não sou um sociólogo. Editora Universidade de Brasília, 1968.

FREYRE, Gilberto. Final speech. In: Gilberto Freyre na UNB: Conferências e comentários de um simpósio internacional realizado de 13 a 17 de outubro de 1980. Editora Universidade de Brasília. 1981, p. 125-137.

FREYRE, Gilberto. Mocambos de Recife. In: LODY, Raul. Do Mocambo à casa grande: desenhos e pinturas de Gilberto Freyre. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2007, p. 33.

FREYRE, Gilberto. O outro Brasil que vem aí. 2013. Available at

http://contobrasileiro.com.br/o-outro-brasil-que-vem-ai-poemas-de-gilberto-freyre/ 2013. Accessed on February 15, 2019.

FREYRE, Gilberto. Bahia de todos os santos e de quase todos os pecados. [s.d}. Available at https://gilbertofreyre.wordpress.com/poems/.Accessed on February 15, 2019.

GOMES, Heloisa Toller. As marcas da escravidão. O negro e o discurso oitocentista no Brasil e nos Estados Unidos. Editora da UFRJ, 1994.

LIMA, Mário Hélio Gomes. Gilberto Freyre: Sua ciência, sua filosofia, sua arte. In: Ensaios sobre o autor de Casa-Grande e Senzala, e sua influência na moderna cultura do Brasil., comemorativos da 25º aniversário da publicação desse seu livro. Editora Universidade de Brasília. 1981, p. 150-163.

LIMA, Mário Hélio Gomes de. Gilberto Freyre. In: PERICÁS, Luiz Bernardo e SECCO, Lincoln (Orgs). Intérpretes do Brasil. Clássicos, rebeldes e renegados. São Paulo: Boitempo Editorial, 2014, p.153-168.

LINS, Osman. Breve contribuição a um possível estudo acerca da influência de Gilberto Freyre sobre a literatura brasileira. In: Gilberto Freyre: Sua ciência, sua filosofia, sua arte. Ensaios sobre o autor de Casa-Grande e Senzala, e sua influência na moderna cultura do Brasil, comemorativos da 25º aniversário da publicação desse seu livro. Editora Universidade de Brasília,1981, p. 306-311.

LODY, Raul Do Mocambo à casa grande. Desenhos e pinturas de Gilberto Freyre. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 2007.

MERQUIOR, José Guilherme. Na casa grande dos oitenta In: Gilberto Freyre: Sua ciência, sua filosofia, sua arte. Ensaios sobre o autor de Casa-Grande e Senzala, e sua influência na moderna cultura do Brasil., comemorativos da 25º aniversário da publicação desse seu livro. Editora Universidade de Brasília,.1981. p. 95-99.

MŰLLER, Jürgen E. Intermidialidade revisitada: algumas reflexões sobre os princípios básicos desse conceito. In: DINIZ, Thaïs Flores Nogueira; VIEIRA, André Soares (Orgs). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea 2. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2012, p. 75-95.

PONTES. Heloisa. Introdução ao livro de Maria Beatriz Coelho, Imagens da nação. Brasileiros na foto documentação de 1940 até o Final do Século XX. Belo Horizonte: Editora UFMG, Edusp, 2012, p.17-31.

PORTELLA, Eduardo. Gilberto Freyre e a renovação do romance brasileiro. In: Gilberto Freyre: Sua ciência, sua filosofia, sua arte. Ensaios sobre o autor de Casa-Grande e Senzala, e sua influência na moderna cultura do Brasil., comemorativos da 25º aniversário da publicação desse seu livro. Editora Universidade de Brasília, 1981, p. 400-404.

RAJEWSKY. Irina O. Intermidialidade, Intertextualidade e “Remediação”. Uma perspectiva literária sobre intermidialidade. In: DINIZ, Thaïs Flores Nogueira (Org.). Intermidialidade e estudos interartes. Desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012, p. 15-54.

RIPPL, Gabriele. Why Intermediality: In: RIPPL,Gabriele. A handbook of Intermediality. Berlin: De Gruyter; Mouton, 2015, p 1-31.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Oliveira, S. R. (2020). Texturas intermidiáticas: Gilberto Freyre: sociólogo, poeta, pintor. Letras De Hoje, 55(2), e33520. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2020.2.33520
Seção
Seção Livre