O insólito em stardust: análise intermidiática

Palavras-chave: Insólito, Stardust, Neil Gaiman

Resumo

Este trabalho discute alguns aspectos relacionados ao insólito para a adaptação do romance Stardust, de Neil Gaiman para uma obra cinematográfica. Utiliza-se aqui o trabalho de Linda Hutcheon sobre teoria da adaptação para averiguar os aspectos de aproximação e distanciamento entre as obras. No que tange ao insólito, parte-se das reflexões de Tzvetan Todorov sobre o fantástico, os desdobramentos dessas reflexões nas obras de Remo Ceserani e David Roas, chegando, por fim, ao trabalho sobre o insólito desenvolvido por Flávio Garcia. Metodologicamente, o trabalho tece uma breve comparação para chegar ao objetivo de demonstrar as semelhanças e diferenças entre obras adaptadas para diferentes linguagens.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BLUESTONE, George. Novels into film. Berkeley e Los Angeles: University of California Press, 1961.

BROCKMEIER, Jens.; HARRÉ, Rom. Narrativa: problemas e promessas de um paradigma alternativo. Psicologia: Reflexão e Crítica, 2003, 16(3), pp. 525-535.

CESERANI, Remo. O Fantástico. Traduzido por Nilton Cezar Tridapalli. Curitiba: Ed. UFPR, 2006 . 158 p.

DELEUZE, Gilles. Cinema, a imagem-movimento. Tradução de Stella Senra. São Paulo: Brasiliense. 1983.

GAIMAN, Neil. Stardust: o mistério da estrela. Tradução de Waldéa Barcellos. São Paulo: Rocco, 2008. 280 p.

GAULDREAULT, Andre; JOST, François. A narrativa cinematográfica. Traduzido por Adalberto Muller, Ciro Inácio Marcondes e Rita Jover Faleiros. Revisão técnica por Adalberto Muller. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2009. 228 p.

GARCIA, Flávio. (Org.) A banalização do insólito: questões de gênero literário – mecanismos de construção narrativa. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2007.

GARCIA, Flávio. MICHELLI, Regina.; PINTO, Marcelo. de Oliveira. (orgs.) Poéticas do insólito – conferências e palestras do III painel “reflexões sobre o Insólito na Narrativa Ficcional”: o Insólito na literatura e no cinema. Rio de Janeiro: Dalogarts, 2008.

HOUAISS, Antônio. (editor). Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

HUTCHEON, Linda. A Theory of Adaptation. New York: Taylor & Francis Group, 2006.

MENDES, Conrado Moreira. M. A Noção de Narrativa em Greimas. Portal de Revistas Eletrônicas do UniBH. V.6, n. 2013. Disponível em: <http://revistas.unibh.br/index.php/ecom/article/view/1002>. Acesso em: 06 de set. de 2018.

NOGUEIRA, Luís. Manuais do Cinema II: Géneros Literários. Covilhã: LabCom, 2010.

ROAS, David. A ameaça do Fantástico: aproximações teóricas. Traduzido por Julián Fuks. 1. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

STARDUST – o mistério da estrela. Direção de Matthew Vaughn. Produção de Lorenzo di Bonaventua, Michael Dreyer, Neil Gaiman e Matthew Vaugh. Roteiro de Jane Goldman e Matthew Vaugh. Estados Unidos e Reino Unido: Paramount Pictures, 2007. 186 min.

TODOROV. Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. Traduzido por Maria Clara Correa Castello. 2. Reimp. 4. Ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

XAVIER, Ismaiel. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. 3. Ed. São Paulo, Paz e terra, 2005.

Publicado
2020-04-28
Como Citar
de Almeida, R. C., & Cavalheiro, M. G. (2020). O insólito em stardust: análise intermidiática. Letras De Hoje, 55(1), e33394. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2020.1.33394
Seção
Qual é a amplitude da literatura quando a palavra literária se espalha pelas artes?