Educação e experiência: veredas possíveis entre Guimarães Rosa, M. Blanchot e W. Benjamin

  • Magali Mendes de Menezes UFRGS
Palavras-chave: Guimarães Rosa, Blanchot, Benjamin, Experiência, Literatura

Resumo

O presente texto tem como objetivo analisar a obra Grande sertão: veredas de Guimarães Rosa, um importante nome da literatura brasileira. O fio condutor desta análise é o conceito de experiência presente no pensamento de Maurice Blanchot e Walter Benjamin. A experiência aparece aqui tanto para compreender o exercício da escrita, enquanto narrativa, como para compreender a relação do ser humano com o mundo. Nesta compreensão buscar-se-a pensar a relação possível entre a literatura, filosofia e educação, em um diálogo constante com a própria vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Magali Mendes de Menezes, UFRGS
Doutora em Filosofia, Professora/pesquisadora do Departamento de Estudos Basicos, FACED, UFRGS
Publicado
2013-05-20
Como Citar
de Menezes, M. M. (2013). Educação e experiência: veredas possíveis entre Guimarães Rosa, M. Blanchot e W. Benjamin. Letras De Hoje, 48(2), 199-205. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/fale/article/view/12950
Seção
Dez anos sem Maurice Blanchot