Produção do GT 20 Psicologia da Educação da ANPEd

expressão da ciência, da educação escolar e da sociedade contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/1981-2582.2023.1.44777

Palavras-chave:

Psicologia da Educação, pesquisa, educação escolar

Resumo

Este trabalho resulta da análise de 79 trabalhos apresentados no GT 20 – Psicologia da Educação, em reuniões anuais da ANPEd, de 2013 a 2021. Compreende-se que as comunicações apresentadas expressam a produção acadêmica sobre a Psicologia da Educação como campo de estudos e disciplina de fundamentos da educação. O objetivo do estudo é identifi car o que o GT investiga, como o faz, os resultados alcançados e suas implicações e desdobramentos e as bases teóricas que o subsidiam. Os trabalhos foram analisados a partir da leitura dos títulos, autoria, fi liação institucional, palavras-chave, objetivos, metodologia, referencial teórico, resultados e referências. As análises indicam: a) críticas a teorias da Psicologia; b) contribuições de teorias críticas para subsidiar a formação e a atuação docente; c) concepções de aprendizagem e desenvolvimento; d) matrizes teóricas e o enfrentamento de problemáticas atuais; e) desenvolvimento de estudos teóricos e de pesquisa de campo/aplicada (especialmente na escola); f) integração de diferentes campos do conhecimento para composição do corpus teórico e metodológico da psicologia da educação; g) educação inclusiva em enfrentamento às desigualdades; h) atenção ao sofrimento individual (de professores e alunos) e i) processos de escolarização. Conclui-se sobre a importância deste GT como espaço agregador e de expressão dos direcionamentos da ciência/academia, sua relevância para a educação (em seus dois níveis, suas etapas e modalidades) e para a sociedade em geral, e, sobretudo, que a psicologia da educação se constitui em campo exponencial para a compreensão e análise de problemáticas educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gina Glaydes Guimarães de Faria, Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil.

Pedagoga, mestrado e doutorado em Educação (UFG). Professora da Faculdade de Educação da UFG no curso de Pedagogia e no curso de Especialização em Psicologia dos Processos Educativos; atua no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFG. Vincula-se à ANPEd GT 20 – Psicologia da Educação e ao Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicologia, Educação e Cultura da FE/UFG.

Luciane Maria Schlindwein,   Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Realizou estágio pós-doutoral na Faculdade de Educação da UNICAMP, entre os anos de 2017 e 2018, com bolsa concedida pelo CNPq. É graduada em Pedagogia (1985), possui mestrado (1994) e doutorado (1999) em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atuou na coordenação do PPGE/UFSC entre 2012 e 2016. É professora concursada no Departamento de Metodologia de Ensino, do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina e atua no Curso Pedagogia e no PPGE/UFSC, na Linha de Pesquisa Educação e Infância. É orientadora de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Foi bolsista PQ do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico entre os anos de 2009 a 2018. Faz parte do conselho editorial da Revista Perspectiva, Psicologia Escolar e Educacional e da Revista Educação sem Fronteiras (Moçambique). Participa da Rede Interinstitucional de Pesquisadores sobre Formação e Práticas Docentes (RIPEFOR). Atualmente participa do Comitê Científico da Anped, representando o GT20, Psicologia da Educação.

Maria Silvia Pinto de Moura Librandi da Rocha,   Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Campinas, SP, Brasil.

Psicóloga e Licenciada em Psicologia pela PUCCampinas. Mestre e Doutora em Educação (Psicologia da Educação) pela Unicamp. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da PUC-Campinas. Líder do Grupo de Pesquisa Formação e Trabalho Docente. Atualmente está como Coordenadora Nacional do GT 20, Psicologia da Educação da ANPEd.

Sonia Mari Shima Barroco, Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, RO, Brasil.

Psicóloga, Especialista e Mestre em Educação (UEM), doutorado em Educação Escolar (UNESP), Pósdoutorado em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano (USP). É professora aposentada do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UEM, e professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Vincula-se à ABRAPEE, ANPEd GT 20 Psicologia da Educação, ANPEPP GT 59 Psicologia e Políticas Públicas da Educação.

Referências

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. (1990). 13ª Reunião Anual. Boletim da ANPEd, 12(1–2), 1–91. https://-anped.org.br/sites/default/files/boletim_anped_v.12_n.1_2_jan._dez.1990.pdf

Carvalho, D. C. de, Facci, M. G. D., & Barroco, S. M. S. (2010). A produção científica do GT de Psicologia da Educação da ANPEd e a apropriação de teorias psicológicas. Psicologia da Educação, (31), 79–104. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-69752010000200009

Delari Júnior, A. (2019). Questões de Método em Vigotski: busca da verdade e caminhos da cognição. In S. C. Tuleski, M. Chaves, & H. A. Leite (Orgs.), Materialismo histórico-dialético como fundamento da teoria históricocultural: método e metodologia de pesquisa, pp. 37 69. Maringá: Eduem.

Grazziotin, L. S., Klaus, V., & Pereira, A. P. M. (2022). Pesquisa documental histórica e pesquisa bibliográfica: focos de estudo e percursos metodológicos. ProPosições, 33, e20200141. https://doi.org/10.1590/1980- 6248-2020-0141

Günther, H. (2006). Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa: esta é a questão? Psicologia: Teoria e Pesquisa, 22(2), 201–210. https://doi.org/10.1590/S0102-37722006000200010

Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. (2014, 25 de junho). Aprova o Plano Nacional de Educação–PNE e dá outras providências. Brasília: Casa Civil. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm

Lima, T. C. S. de, & Mioto, R. C. T. (2007). Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis, 10, 37–45. https://doi.org/10.1590/S1414-49802007000300004

Patto, M. H. S. (2022). A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. https://www.livrosabertos.sibi.usp.br/portal-delivrosUSP/catalog/view/932/844/3069

Pereira, M. V. (2021). Educação e arte. dez anos de trajetória do GT24. Revista Brasileira de Educação, 26, e260043. https://doi.org/10.1590/S1413-24782021260043

Schlindwein, L. M., & Cordeiro, M. H. B. V. (2010). O Grupo de Trabalho Psicologia da Educação e sua produção entre os anos de 2005 e 2009. Psicologia da Educação, (31), 53–64. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1414-69752010000200007&script=sci_abstract

Schlindwein, L. M., Souza, M. P. R., Silva, L. H., Asbahr, F. S. F., & Nadaleto, C. (2006). Grupo de Trabalho Psicologia da Educação: uma análise da produção acadêmica (1998-2004). Psicologia da Educação, (22), 141–160. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-69752006000100007

Severino, A. J. (2016). Metodologia do trabalho científico (24ª ed. rev. e atual.). São Paulo: Cortez. Souza, M. P. R., Miranda, M. G., & Placco, V. M. N. S. (2007). A Psicologia da Educação no contexto de novos desafios. Anais da 30a Reunião Anual da ANPEd. Caxambu: ANPEd. http://30reuniao.an-ped.org.br/trabalhosencomendados/trabalho%20encomendado%20encomendado-%20gt20%20%20marilene%20vera%20marilia%20-%20int.pdf

Tziminadis, J. L. F. (2017). Modernidade dessincronizada: aceleração social, destemporalizaçao e alienação: uma entrevista com Harmut Rosa. Estudos de Sociologia, 22(43), 365–383. https://doi.org/10.52780/res.10462

Vieira, J. de A.; Castaman, A. S.; Junges Júnior, M. L. Produtivismo acadêmico: representação da universidade como espaço de reprodução social. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 26, n. 01, p. 253-269, mar. 2021

Wood JR., T. (2016, 20 de maio). Origens do produtivismo acadêmico e o caminho do impacto social do conhecimento. São Paulo: Ensino Superior Unicamp. https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/artigos/origens-do-produtivismo-academico-e-ocaminho-do-impacto-social-do-conhecimento

Downloads

Publicado

2023-10-31

Como Citar

Guimarães de Faria, G. G., Schlindwein, L. M., Pinto de Moura Librandi da Rocha, M. S., & Barroco, S. M. S. (2023). Produção do GT 20 Psicologia da Educação da ANPEd: expressão da ciência, da educação escolar e da sociedade contemporânea. Educação, 46(1), e44777. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2023.1.44777

Edição

Seção

Outros Temas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)