Cultura política e apoio à democracia

Comparações entre Brasil e Venezuela

Palavras-chave: Cultura Política, Democracia, Brasil, Venezuela

Resumo

Objetiva-se estabelecer comparação entre Brasil e Venezuela a partir dos dados do Latinobarómetro 2018, referente ao apoio à democracia. Ambos os países citados na análise percebem sua economia como negativa, possuem IDH semelhantes, no entanto o Brasil possui um índice maior de desigualdade social, apontado pelo IDHAD. Considerando essas variáveis importantes para o desenvolvimento do apoio à democracia, buscou-se entender como afetam ou não a forma como os cidadãos percebem os regimes de governo em seus respectivos países. Constatou-se que apesar de ambos os países reconhecerem a má situação econômica que enfrentam, o apoio à democracia se dá de forma muito diferente. A Venezuela lidera o ranking de apoio à democracia e rejeição a regimes autoritários, já o Brasil indica um índice de apoio à democracia bem menor. Ao final do artigo trazemos nossas breves considerações finais, apontando questionamentos que possam dar seguimento a esse debate tão importante no período que a América Latina atravessa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Weirich, Universidade Federal do Pampa, São Borja, RS, Brasil.

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), em São Borja, RS, Brasil.

 

Domingos Sávio Campos de Azevedo, Universidade Federal do Pampa, São Borja, RS, Brasil.

Professor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), em São Borja, RS, Brasil.

Referências

Arendt, Hannah. Prólogo. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1981.

Baquero, Marcello; Castro, Henrique Carlos de Oliveira de; González, Rodrigo Stumpf. A construção da democracia na América Latina: estabilidade democrática, processos eleitorais, cidadania e cultura política. Porto Alegre/Canoas:Ed. Universidade/UFRGS/Centro Educacional La Salle de Ensino Superior, 1998

Baquero, Marcello. Cultura(s) política(s) e democracia no século XXi na Améria Latina/ organizador Marcello Baquero. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2011.

Delgado, Fernanda; Stier, Klaus; Febraro, Júlia; Marques, João Victor. Caderno opinião - Precisamos falar sobre Venezuela – Impactos petropolíticos e reflexos para o Brasil. FGV. (2017). Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/19483/Coluna%20Opiniao_Dezembro-Venezuela_FINAL.pdf?sequence=1&isAllowed=y> Acesso em 10 de mar. de 2021.

Dioney, André; Silva, Silvio Lucas Alves da. O Neoliberalismo em Tempos de Pandemia: o Governo Bolsonaro no contexto de crise da Covid-19. (2020) Disponível em: <file:///D:/Meus%20documentos/Downloads/15461-67025-1-PB.pdf> Acesso em 09 de mar. de 2021.

Lagos, Marta. El fin de la tercera ola de democracias. Disponível em: www.latinobarometro.org/latdocs/Annus_Horribilis.pdf, 2018. Acesso em: 20/03/2021

Latinobarómetro. Informe Latinobarómetro 2018. Disponível: https://www.latinobarometro.org/.jsp Acesso em: 20/03/2021

Moisés, José Álvaro. A política contra a participação. Editora Marco Zero. São Paulo, 1990.

Schimidt, João Pedro. Juventude e política no Brasil: a socialização política dos jovens na virada do milênio - Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2001.

PNUD. Relátorio do Desenvolvimento Humano 2019. Disponível em: https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/library/relatorio-do-desenvolvimento-humano-2019.html Acesso em: 20/03/2021

Zaine, Marizelma Ferreira; Roveri, Maísa Quagliato. A importância do pré-sal na economia brasileira e suas oportunidades. (2012) Disponível em: <http://www.unimep.br/phpg/mostraacademica/anais/10mostra/4/273.pdf> Acesso em: 09 de mar. de 2021.

Zero, Marcelo. Para entender a Venezuela. (2017). Disponível em: <https://iela.ufsc.br/noticia/para-entender-venezuela&gt Acesso em 10 de mar. de 2021.

Publicado
2021-09-27
Como Citar
Weirich, F., & Azevedo, D. S. C. de. (2021). Cultura política e apoio à democracia: Comparações entre Brasil e Venezuela. Conversas & Controvérsias, 8(2), e40450. https://doi.org/10.15448/2178-5694.2021.2.40450
Seção
Dossiê: Crise Sistêmica Internacional e Regimes Democráticos