CHAMADA DE ARTIGOS - Dossiê: Teorias críticas sobre o autoritarismo contemporâneo

2021-04-08

Período para submissão de artigos: 1° de abril de 2021 – 31 de julho de 2021

Organizadores: Caio Vasconcellos (Unicamp) ; Vladimir Puzone (UnB)

Como um dos efeitos da crise econômica de 2008, o mundo capitalista é conduzido a uma nova ordem sociopolítica. Junto a processos de mais longo prazo de precarização das relações de trabalho e a tendências mais recentes de aumento nos níveis de desigualdade social, processos de recrudescimento autoritário passaram a se manifestar tanto no centro quanto na periferia do sistema. Pesquisadores pertencentes às mais diversas tradições teóricas têm apontado para elementos de continuidade – e de ruptura – entre o atual cenário sócio-histórico e outros momentos críticos da história do capitalismo moderno – a França de Luís Bonaparte, as experiências nazifascistas europeias, as ditaduras do Cone-sul, a ocupação colonial na África são as referências mais recorrentes. O propósito do dossiê “Teorias críticas sobre o autoritarismo contemporâneo” é reunir contribuições de autores e autoras que buscam lançar novas miradas e indagações sobre essa renovada onda de recrudescimento autoritário a partir de diálogos com autores da teoria crítica. Interpelando tanto processos sociais-objetivos quanto aspectos individuais-subjetivos, a primeira geração dos frankfurtianos se notabiliza não apenas por suas intepretações sobre a ascensão do nazifascismo e sobre o antissemitismo moderno, mas também por perscrutar traços de continuidade e novas fontes de autoritarismo nas sociedades do pós-guerra europeu. Com inflexões teóricas importantes e em outro contexto sócio-histórico, essa constelação de problemas seguiu sendo importante na obra de Habermas, Honneth e, atualmente, volta com maior força a partir dos trabalhos de Nancy Fraser, Wendy Brown, Rahel Jaeggi, entre outros, implicando em um movimento teórico duplo, qual seja, ao mesmo tempo em que se revisita diagnósticos e conceitos da teoria crítica, também ampliam os temas e abordagens, dialogando com outras vertentes teóricas. Inspirado pela pluralidade de perspectivas e pela riqueza dos debates que marcam essa tradição intelectual, o dossiê se propõe discutir aspectos e categorias da teoria crítica - em seus diferentes períodos e autores - que ainda mantenham atualidade e em que medida eles podem auxiliar na compreensão de processos contemporâneos, e também explorar criticamente os seus limites a partir da confrontação com outras vertentes de pensamento social, com os desafios postos por esses novos tempos e sua configuração sociopolítica, por novos objetos e por novos meios.