ATIVIDADE, USO DE AMBIENTES, COMPORTAMENTO E DENSIDADE DE CAPIVARA HYDROCHOERUS HYDROCHAERIS (LINNAEUS, 1766) (MAMMALIA: RODENTIA: CAVIIDAE) NO PANTANAL DO MIRANDA, MS

  • Fábio André Facco Jacomassa UNISINOS
Palavras-chave: Forrageio, Meio do dia, Próximo d’ água

Resumo

O trabalho traz informações sobre atividade, uso de ambiente, comportamento e densidade de capivaras no Pantanal do Miranda, Mato Grosso do Sul. Foram 111 registros em 60 hs de observações. As capivaras foram mais ativas ao amanhecer e no meio do dia, preferiram ambientes próximos d’ água e no capim baixo, e tiveram mais registros forrageando e descansado. Esses dados concordam com a literatura, no entanto a abundância foi de 2,2 indiv/ha, abaixo da registrada para o pantanal no Mato Grosso. No entanto a abundância de 2.2 indiv/há é abaixo da registrada para o Pantanal do Mato Grosso.

Biografia do Autor

Fábio André Facco Jacomassa, UNISINOS
Biólogo pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Frederico Westphalen, RS. Mestrando em Biologia - Diversidade e Manejo de Vida Silvestre, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS
Publicado
2011-02-21
Seção
Artigos