Ocorrência de <i>Ancylostoma</i> spp. e <i>Toxocara</i> spp. em praças e parques públicos dos municípios de Itaqui e Uruguaiana, fronteira oeste do Rio Grande do Sul

  • Fabiani Carpes Bretos Moro
  • Juliani Bretos Pradebon
  • Hélvio Tassinari dos Santos
  • Enrique Querol

Resumo

Com o objetivo de verificar a contaminação por Ancylostoma spp. e Toxocara spp. em parques e praças públicas dos municípios de Itaqui e Uruguaiana, foram coletadas amostras fecais de cães, não ressecadas, dispersas no ambiente, totalizando 72 amostras fecais, sendo 6 amostras de cada local e 12 locais de cada município. As amostras foram acondicionadas em sacos plásticos, identificadas com o nome do local e data, e encaminhadas em caixa térmica a 4ºC, ao Laboratório de Parasitologia e Doenças Parasitárias da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, onde foram analisadas através do método de Willis-Mollay (1921), sendo utilizada solução saturada com cloreto de sódio. Do total de amostras analisadas 44,45% apresentaram-se contaminadas por Ancylostoma spp. e nenhuma delas apresentou contaminação por Toxocara spp. Palavras-chave: Helmintos; Contaminação; Amostras Fecais; Praças Públicas.
Seção
Artigos