Variação sazonal de aves costeiras (Charadriiformes e Ciconiiformes) no litoral norte do Rio Grande do Sul, Brasil

  • Erli Schneider Costa Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Martin Sander
Palavras-chave: Similaridade, diversidade, ambiente litorâneo.

Resumo

A área de estudo estendeu-se de Imbé a Torres, litoral norte do Rio Grande do Sul. Pretende-se caracterizar as comunidades de CHARADRIIFORMES e CICONIIFORMES, através de análises de diversidade (Shanon-Wienner – H’) e de similaridade (Jaccard), além de correlações com flutuação da população humana. Foram registradas 29.065 aves, identificada em 57 espécies, agrupadas em 12 ordens. Destas espécies 57,89 % pertenciam a Charadriiformes e Ciconiiformes, aves características do ambiente litorâneo. A maior diversidade foi observada no período de inverno (H’=3,246 bits por indivíduo), e a menor durante o verão (H’=2,35 bits por indivíduo). A maior similaridade ocorreu entre os períodos de primavera e inverno. A correlação com flutuação da população humana indicou uma correlação negativa média, porém não foi significativa (p>0,01). Palavras-chave: Similaridade, diversidade, ambiente litorâneo.

Biografia do Autor

Erli Schneider Costa, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ecologia da UFRJ, Bolsista do CNPq, Editora Executiva do Periódico Oecologia Brasiliensis, Pesquisadora do Laboratório de Ecologia de Aves da UERJ.
Publicado
2008-07-21
Seção
Artigos