Washback effect of the Celpe-Bras exam in teachers’ education practices at a Brazilian institute abroad

  • Everton Vargas da Costa Framingham State University
Keywords: Teacher’s education, Portuguese as additional language, Celpe-Bras, Washback effect.

Abstract

This paper aims to describe and analyze the washback effect of Celpe-Bras exam in the Portuguese as additional language teachers’ education practices in a Brazilian institute abroad. Part of the framework adopted understands that the pedagogical work of teachers is organized around dialogue and collaboration through which participants learn how to teach while interacting with their peers (Pérez Gómez, 1995; Nóvoa, 1995; FCC, 2011). At the institute, the washback effect of the Celpe-Bras exam contributes to those interactions by resizing the Portuguese language teaching and learning practices. Participant observation and the ethnographic analysis of the data enables the discussion about the local dimension of washback effects of Celpe-Bras, involving micro and macro social aspects such as acquisition of specific terminology and understanding of the
political project underlying the exam. Moreover, by participating and engaging in pedagogical meetings, teachers improve their abilities dealing with Celpe-Bras’ construct and pave pedagogical trajectories as more experienced professionals at the institute.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Everton Vargas da Costa, Framingham State University

Doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Professor de Espanhol e Português na Framingham State University. Pesquisa sobre práticas de formação de professores e tem publicações em periódicos brasileiros e norte-americanos sobre elaboração de materiais didáticos, pedagogia de projetos, avaliação da aprendizagem e formação de professores de português. Organizou coletânea de artigos “Ensino e Aprendizagem de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira pelo Mundo: Experiências do Programa de Leitorado do Brasil”, a ser lançado em 2018 pela editora Boa Vista Press.

References

Alderson, J. C. & Wall, D. 1993. Does washback exist? Working Paper Series 11.

Bakhtin, M. 2003. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes.

Brasil. 2011. Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros: Manual do Candidato. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Superior (SESU). Disponível em

. Acesso em 15 jun. 2016.

Carvalho, S. C. & Schlatter, M. 2011. Ações de difusão internacional da língua portuguesa. Cadernos do IL, 42, p. 260-284, jun.

Diniz, L. R. A. 2012. Política linguística do Estado brasileiro na contemporaneidade: a institucionalização de mecanismos de promoção da língua nacional no exterior. Tese (Doutorado em Letras). Campinas: Universidade Estadual de Campinas.

Fundação Carlos Chagas. 2011. Formação continuada de professores: Uma análise das modalidades e das práticas em estados e municípios. São Paulo: Fundação Vitor Civita.

Garcez, P. M. & Salimen, P. G. 2011. Pedir e oferecer ajuda para “fazer aprender” em atividades pedagógicas de encenação na fala-em-interação de sala de aula de inglês como língua adicional. In A. M. Barcelos (Org.). Linguística Aplicada: reflexões sobre ensino e aprendizagem de língua materna e língua estrangeira (p. 97-117). Campinas: Pontes.

Hammersley, M. & ATKINSON, P. 1995. Etnografía: Métodos de Investigación. Barcelona: Paidós.

Kraemer, F. F. 2012. Português língua adicional: progressão curricular com base em gêneros do discurso. Dissertação (Mestrado em Letras). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Lave, J. & Wenger, E. 1990. Situated learning: Legitimate peripheral participation. Cambridge: Cambridge University Press.

Larrosa, J. 2002. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Leituras SME, 19, p. 20-28.

Lima, E. E. O. F et al. 1991. Avenida Brasil 1 e 2: curso básico de português para estrangeiros. São Paulo: EPU.

Mason, J. 1996. Qualitative Researching. London: SAGE Publications.

Nóvoa, A. 1995. Formação de professores e profissão docente. In A. Nóvoa (Org.). Os professores e a sua formação (2ª ed.) Lisboa: Dom Quixote.

Pérez Gómez, A. 1995. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In A. Nóvoa (Org.). Os professores e a sua formação (2ª ed.). Lisboa: Dom Quixote.

Perrenoud, P. 2002. A Prática Reflexiva no Ofício de Professor: Profissionalização e Razão Pedagógica. Porto Alegre: ARTMED.

Ribeiro, B. T. & Garcez, P. M. 1998. Sociolinguística Interacional: antropologia, linguística e sociologia em análise do discurso. Porto Alegre: Loyola.

Rodrigues, M. S. A. 2006. O exame Celpe-Bras: reflexões teóricas para o professor de português para falantes de outras línguas. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Scaramucci, M. V. R. 1995. O projeto Celpe-Bras no âmbito do MERCOSUL: Contribuições para uma definição de proficiência comunicativa. In Almeida Filho (Org.). Português Língua Estrangeira Interface com o Espanhol (p. 77-90). Campinas: Pontes.

Scaramucci, M. V. R. 1999. Vestibular e ensino de língua estrangeira (inglês) na escola pública. Trabalhos em Linguística Aplicada, 34, p. 7-20.

Scaramucci, M. V. R. 2004. Efeito retroativo da avaliação no ensino/aprendizagem de línguas: o estado da arte. Trabalhos em Lingüística Aplicada, 43(2), p. 203-222. Campinas.

Scaramucci, M. V. R. 2012. O exame Celpe-Bras e a proficiência do professor de português para falantes de outras línguas. Revista DIGILENGUAS, 12, p. 48-67.

Schoffen, J. R. 2009. Gêneros do discurso e parâmetros de avaliação de proficiência em português como língua estrangeira no exame Celpe-Bras. Tese (Doutorado em Letras). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Schön, D. 2000. Educando o Profissional Reflexivo: um novo design para o ensino e aprendizagem. Porto Alegre: ARTMED.

Wenger, E. 1998. Communities of Practice. New York: Cambridge University Press.

Published
2018-09-19
How to Cite
Vargas da Costa, E. (2018). Washback effect of the Celpe-Bras exam in teachers’ education practices at a Brazilian institute abroad. BELT - Brazilian English Language Teaching Journal, 9(1), 190-206. https://doi.org/10.15448/2178-3640.2018.1.31107
Section
Article