A indústria moveleira de Boa Vista: estrutura e potencialidades

Luciana Silva de Souza, Nali de Jesus de Souza

Resumo


Este artigo avalia a estrutura e as potencialidades da indústria moveleira do Município de Boa Vista (Roraima). A idéia foi efetuar sugestões visando aumentar a competitividade do setor, através de melhorias nas matérias-primas, mão-de-obra, tecnologia e design, para agregar maior valor ao produto final. Foram aplicados questionários a 19 empresas filiadas ao Sindicato das Indústrias de Marcenaria do Estado de Roraima; 15 empresas responderam aos questionários. A revisão da literatura focou a teoria da localização, pólos de crescimento e teoria do desenvolvimento local endógeno, centrada no papel das inovações e dos atores locais. A matéria-prima utilizada vem do interior de Roraima; 80% da produção é vendida no próprio Município de Boa Vista e 20% destina-se ao resto do Estado. Concluiu-se que o setor necessita de muitas melhorias, tanto no plano tecnológico, com máquinas mais modernas, como do ponto de vista de gestão e logística. As principais dificuldades enfrentadas pelo setor são: mão-de-obra qualificada, capital de giro e equipamentos (a produção é semi-artesanal). O setor necessita de apoio de órgãos oficiais, assim como assistência técnica e crédito.

Palavras-chave


Indústria moveleira de Boa Vista (Roraima). Relações de insumo-produto. Desenvolvimento municipal e regional.

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 1516-2680
e-ISSN:
1980-6302


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. *Disponibilidade para depósito: Azul.

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS