Eleitor e comunicação eleitoral em Porto Alegre: da ideologia partidária à eficiência midiática

Carla Mendonça, Jéssica Duarte

Resumo


Este artigo apresenta uma análise das eleições municipais de 2008, 2012 e 2016 em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul (RS), Brasil, a partir da construção de um quadro comparativo entre o comportamento dos eleitores e as estratégias de comunicação das coligações. São analisadas características históricas do eleitorado, resultados eleitorais e estratégias de comunicação eleitoral, e, finalmente, são comparados os dados dos candidatos vitoriosos nos três pleitos. Busca-se identificar os modelos mais bem-sucedidos de comunicação eleitoral nesses pleitos e se há padrão histórico de comunicação eleitoral que leve os candidatos ao poder ou se novas estratégias vêm sendo agregadas aos processos. Identificamos a repetição de temas, abordagens e uso de mídias nos dois primeiros pleitos, com inflexão na última eleição, a de 2016.


Palavras-chave


Comunicação Política. Campanha Eleitoral. Comportamento Político.

Texto completo:

PDF

Referências


BAQUERO, Marcello; PRÁ, Jussara Reis. Matriz histórico-estrutural da cultura política no Rio Grande Sul e padrões de participação política. Cadernos de Ciência Política, Série Pré-Edições, n. 3. Porto Alegre: Universidade/UFRGS, 1995. https://doi.org/10.22533/at.ed.2301828122

CANAVILHAS, João. A comunicação política na era da internet. VIII CONGRESSO LU SOCOM. Labcom, 2009.

CASTELL S, Manuel. La era de la información. Madrid: Alianza Editorial, 1996. v. I. La sociedad en red.

COSTA, Ricardo. A Comunicação na Campanha Política. Aurora Revista de Arte, Mídia e Política, São Paulo, v. 6, n. 16, p. 65-94, fev.-maio 2013.

DIAS, M. R.; NOLL , M. I. S; KRAUSE, Silvana. O eleitor portoalegrense: voto retrospectivo, identidade partidária e estabilidade política. In: LAVAREDA, Antonio; TELL ES, Helcimara (org.). Como o eleitor escolhe seu prefeito. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2011. p. 229-262.

FEE. Fundação de Economia e Estatística. PIB dos municípios do RS em 2015: municípios industriais foram os mais afetados em ano de crise. Disponível em: https://www.fee.rs.gov.br/indicadores/pib-rs/municipal/destaques/. Acesso em: 18 dez. 2018. https://doi.org/10.21115/jbes.v8.n2.p108-117

FERREIRA, Suzana Andrade. A internet como meio de comunicação política e construção de imagem no Brasil democrático. IV ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃ O BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM COMUN ICAÇÃ O POLÍTICA (COMPOLÍTICA). Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2011. https://doi.org/10.1590/1807-01912016223524

FIGUEIREDO, Ney Lima. Jogando para ganhar. Marketing político: verdade e mito. Geração Editorial, 1994.

GAÚCHA ZH. Eleições 2016: Como os principais candidatos de Porto Alegre usam as redes sociais em campanha. Zero Hora. 21 set. 2016. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/politica/eleicoes-2016/noticia/2016/09/como-os-principais-candidatos-de-porto-alegre-usam-as-redes-sociais-em-campanha-7513903.html. Acesso em: 4 fev. 2018. https://doi.org/10.5216/sec.v15i1.20670

GIDDENS, Anthony. The Consequences of Modernity. Cambridge: Polity Press, 1990.

HOWARD, Philip N. New Media Campaigns and the Managed Citizens. Cambridge: University Press, 2006.

KERBEL, Matthew Robert. Edited for television: CNN , ABC and American Presidential elections. Boulder: Westview Press, 1998.

LLOYD, Jenny. Square peg, round hole? Can marketing-based concepts such as ‘product’ and the ‘marketing-mix’ have a useful role in political arena? In: W. WYMER JR.; J. LEES-MARSHMENT (ed.). Current Issues in Political Marketing. Binghamton: The Haworth Press, 2005. https://doi.org/10.1300/j054v14n01_03

MANIN, Bernard. As metamorfoses do governo representativo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 29, p. 5-34, 1995.

MARENCO, André. Voto em dois tempos: Notas sobre as eleições 2008 em Porto Alegre. In: BAQUERO, Marcello; CREMONESE, Dejalma (org.). Eleições Municipais 2008: Uma análise do Comportamento Eleitoral Brasileiro. Ijuí: Ed. Ijuí, 2009. p. 67-81. https://doi.org/10.5585/rdb.v2i2.86

NORRIS, Pippa. Virtuous Circle – Political Communications in Postindustrial Societies. Cambridge: University Press, 2000. https://doi.org/10.1093/ijpor/13.4.442

PASSOS, Manoel; NOLL , Maria Isabel. Eleições Municipais em Porto Alegre (1947-1992). Porto Alegre, 1996.

PORTO ALEGRE. Prefeitura Municipal. Anuário Estatístico – 2016. Porto Alegre: Prefeitura Municipal de Porto Alegre/Secretaria Municipal de Planejamento Estratégico e Orçamento/ Gerência de Monitoramento de Resultados, 2016. Disponível em: http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/smpeo/usu_doc/anuario_estatistico_2016_31-10.pdf. Acesso em: 18 dez. 2018. https://doi.org/10.5700/rege328

ESPÍRITO SANTO, Paula do; FIGUEIRAS, Rita. Comunicação eleitoral. In: CORREIA, João Carlos; FERREIRA, Gil Baptista; ESPÍRITO SANTO, Paula do (org.). Conceitos de Comunicação Política. LabCom Books, 2010.

SERRANO, Estrela. Spin doctoring e profissionalização da comunicação política. In: CORREIA, João Carlos; FERREIRA, Gil Baptista; SANTO, Paula do Espírito (org.). Conceitos de Comunicação Política. Covilhã, 2010. p. 91-98.

SWANSON, David L. El campo de la comunicación política: la democracia en los médio. In: MUN ÕZ-ALONSO, A.; ROSPIR, J. L. Comunicación Política. Madrid: Ed. Universitas, 1995. https://doi.org/10.2307/j.ctvn96f5x.7

TRINDADE, Helgio. Padrões e tendências do comportamento eleitoral no Rio Grande do Sul (1950/1974). In: CARDOSO, Fernando Henrique; LAMOUN IER, Bolívar (org.). Os Partidos e as Eleições no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1975. https://doi.org/10.1590/1806-93472016v36n73-016

TRINDADE, Helgio; NOLL , M. I. S. Rio Grande da América do Sul – Partidos e Eleições (1823-1990). Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS/Sulina, 1991. https://doi.org/10.21041/conpat2019/v2pat222

TSE. Tribunal Superior Eleitoral. Brasil. Disponível em: http://www.tse.jus.br/. Acesso em: 18 dez. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2019.3.32791

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS